Procurar
Close this search box.

Aprofundado

Não mas obrigado, Elon Musk

A proposta de Elon Musk para comprar a totalidade do Twitter gerou uma onda de reações altamente polarizadas. Mas importa aprofundar esta discussão – é isso 
que propomos fazer neste artigo.

BTS, o seu ARMY e a reinvenção dos grupos de fãs no século XXI

Pensar em grupos de fãs, hoje, no universo pop, pressupõe olhar para os grupos com maior destaque nos Tops e Prémios a nível internacional, a sua presença em spots publicitários e, claro, nas manifestações que recebem dos seus fãs. E é aí que surge o ARMY, grupo de fãs do grupo de K-Pop BTS.

Petróleo na Amazónia, lodo nos tribunais: o caso de Steven Donziger

Steven Donziger enfrentou a Chevron no Equador e ganhou uma das maiores indemnizações por danos ambientais da história da humanidade. A gigante petrolífera recusou-se a pagar, e a recompensa de Donziger foi uma campanha judicial corporativa contra si. Esta é a história de um dos mais flagrantes exemplos de corrupção institucional por empresas poluidoras.

O “terror” que nos governa

Tal como aconteceu na televisão por estes dias, antes de se questionar e escrutinar os comunicados policiais e os diagnósticos de especialistas, optou-se por mergulhar de cabeça nos cenários mais aterradores e só depois se foi desmantelando gradualmente, pela força dos factos, a densa teia de especulações e frases grandiloquentes.

“Que conselho daria a um outro humano em vias de digitalização?”

“How to become data and dissolve into tears”, projeto-piloto de digitalização ao vivo, é um espetáculo pensado para testar os limites da performance numa altura em que o digital é mais do que uma promessa, um universo de possibilidades, criado por João Estevens – artista associado à Rabbit Hole e investigador em ciência política.

Montagem com reproduções do vídeo publicado no Twitter de El Salvador.

El Salvador: a legalização da Bitcoin e a fragilização da Democracia

Nayib Bukele, o auto-intitulado ‘dictador mas cool do mundo’, tornou a Bitcoin uma moeda oficial em El Salvador. Os seus planos criam boa imprensa pelo mundo, piscam o olho a investidores internacionais, mas mascaram um regime pouco democrático e pouco claro.

Manifestações pela Eliminação da Violência contra a Mulher

Por uma melhor justiça para as vítimas: a violação não deve ser crime público

Como jurista investida no debate relativo à violência sexual e na procura das suas soluções de justiça, quero adicionar nuance a esta discussão atual e importante. Justificarei assim a minha posição, que espero que possa ser considerada pelo movimento feminista e dos direitos das vítimas e por todas que lerem, pois sei que partilhamos o objetivo de acabar com a violência sexual e trazer justiça às suas sobreviventes.

Imagem de HCM

Uma década de conhecimento: uma conversa com Alexandra Elbakyan do Sci-Hub

Em Junho de 2020, contactei Alexandra Elbakyan para uma conversa extensa que cobre a revolução do Sci-Hub na ciência, práticas de arquivo copy-paste a favor da abolição dos direitos de autor, o Departamento de Justiça dos EUA, a propriedade privada de ciência, discriminação contra mulheres nas Tecnologias de Informação (TI), astrologia e o seu nexo com fluxos de informação, e as tentativas da Elsevier em bloquear o Sci-Hub a nível mundial.

O longo caminho para a erradicação da Mutilação Genital Feminina

Dados da OMS indicam uma prevalência de até 80% da Mutilação Genital Feminina em determinados países, embora a percentagem possa variar conforme a etnia. Apesar de se concentrar essencialmente em África, no Médio Oriente e na Ásia, a imigração conduziu a que a MGF se estendesse um pouco por todo o mundo, tornando-a numa questão global e actual. Em 2019, estimava-se que 4,1 milhões de meninas estivessem em risco de se tornarem vítimas da prática.

“A internet tornou-se em pouco mais de 20 anos num novo normal”

“Um novo Mundo” é o título do primeiro capítulo do ensaio da autoria do jornalista e diretor do Shifter João Gabriel Ribeiro sobre a tecnologia e sobre as palavras e o seu efeito na nossa compreensão do que nos rodeia, que acompanhou o lançamento da edição #2 da Revista do Shifter.

A mixórdia aliciante e enigmática do Hyperpop

O hyperpop é uma mistura de géneros e sub-géneros que já conhecemos. Tem por base a pop e absorve o excesso que lhe associamos, juntando-lhe vários elementos icónicos das mais diversas origens.

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt