Sobre


Jornal português para a geração digital

O Shifter é uma publicação generalista, que aborda áreas tão diversas como tecnologia, ciência, música, cultura, política, empreendedorismo… O público-alvo é a geração millennial e os nativos digitais (18-34 anos). Além do portal shifter.pt, a marca editorial alarga-se a outros canais como o Facebook e Twitter.

É uma startup portuguesa, no sector da informação e da comunicação social. Foi fundada em 2013 por dois jovens formados em marketing e reúne hoje uma equipa de criadores de conteúdo dos mais diversos sectores de actividade e conhecimento.

A missão do Shifter é dar à geração digital as ferramentas de que ela necessita para acompanhar o mundo em rápida mudança. Contribuindo com uma visão idiossincrática do mundo, estamos a contribuir para uma geração mais consciente, activa e motivada.


Ficha Técnica

Proprietário: Shifter Generation Lda
Morada: Rua Braamcamp 9; 1250-048 Lisboa, Portugal
N.º Contribuinte: 513786040

Director: Mário Rui Branco Correia Martins André
Director ajunto: João Gabriel Silva Ribeiro
Editor: Ana Rita Gregório de Almeida Pinto

Periodicidade: Diário
Sede de Redação: Rua Braamcamp 9; 1250-048 Lisboa, Portugal
N.º de Registo no ERC: 126 571

Telefone: +351 933 140 217
E-mail: geral@shifter.pt


Estatuto Editorial

1 – O Shifter é um órgão digital de informação e opinião, especializado em tecnologia, marcas, web, criatividade, ciência, entretenimento e cultura. Pretende oferecer informação completa e actualizada sobre estas áreas, e ter uma opinião/posição sobre os assuntos tratados.

2 – Apesar do formato de blog, o Shifter é um órgão independente dos poderes políticos, económicos e religiosos, defendendo a liberdade de expressão e recusando qualquer tipo de interferência no seu trabalho e na prestação de informação isenta, credível e rigorosa.

3- O Shifter é um órgão de informação que recusa o sensacionalismo e é orientado por critérios de rigor, isenção e honestidade no tratamento dos conteúdos.

4- O Shifter assume o compromisso de respeitar sempre o sigilo das suas fontes de informação e de nunca quebrar esse princípio fundamental.

5 – O Shifter compromete-se a respeitar os princípios deontológicos do jornalismo e da ética social, agindo em conformidade com os princípios da Constituição da República Portuguesa e das leis reguladoras da Internet e dos órgãos de comunicação social.

6- O Shifter promove o debate, quer no site, quer nas redes sociais em que está presente.

7 – O Shifter considera a sua acção um serviço de interesse público, com respeito total pelos seus leitores, em prol do desenvolvimento da identidade e cultura nacionais.

8 – O Shifter não se responsabiliza por qualquer opinião expressa nos espaços de opinião e crítica, sendo os seus autores os responsáveis pelo conteúdo aí publicado.