E-mails desnecessários não são só chatos, também são poluentes

E-mails desnecessários não são só chatos, também são poluentes

Estudo revela que 72% dos inquiridos não revelaram consciência sobre a pegada de carbono provocada pelos e-mails enviados e recebidos.

Com as nossas comunicações cada vez mais digitalizadas, todos os dias descobrimos algo novo em que quase ninguém tinha pensado. Se à impressão de e-mails todos associamos um elevado custo ambiental, um estudo comissionado pela OVO Energy, empresa fornecedora de energia do Reino Unido, revelou que deixar de enviar e-mails desnecessários também poderia ser benéfico para o ambiente.

Uma das conclusões do estudo foi, aliás, aquela com que abrimos este artigo — segundo os dados recolhidos, 72% dos inquiridos não revelaram consciência sobre a pegada de carbono provocada pelos e-mails enviados e recebidos. É em resultado desse desconhecimento que surgem então os e-mails desnecessários que 49% assume enviar.

Entendendo como desnecessários os e-mails com apenas uma ou duas palavras, de agradecimento, por exemplo, ou com um simples “LOL”, e partindo dos dados de Mike Berners Lee que nos seus livros propõe que cada e-mail seja equivalente a sensivelmente 1g de CO2 libertado, o estudo afirma que só no Reino Unido se poderiam poupar 16 mil toneladas de carbono emitido, se cada adulto enviasse menos 1 e-mail por dia.

Para ajudar neste objectivo proposto a empresa lançou uma extensão para o Google Chrome que detecta quando um utilizador tentar enviar um destes e-mails inúteis alertando-o para o impacto ambiental do que está a fazer.

Se chegaste até ao fim, esta mensagem é para ti

Num ambiente mediático que, por vezes, é demasiado rápido e confuso, o Shifter é uma publicação diferente e que se atreve a ir mais devagar, incentivando a reflexões profundas sobre o mundo à nossa volta.

Contudo, manter uma projecto como este exige recursos significativos. E actualmente as subscrições cobrem apenas uma pequena parte dos custos. Portanto, se gostaste do artigo que acabaste de ler, considera subscrever.

Ajuda-nos a continuar a promover o pensamento crítico e a expandir horizontes. Subscreve o Shifter e contribui para uma visão mais ampla e informada do mundo.

Índice

  • Shifter

    O Shifter é uma revista comunitária de pensamento interseccional. O Shifter é uma revista de reflexão e crítica sobre tecnologia, sociedade e cultura, criada em comunidade e apoiada por quem a lê.

Subscreve a newsletter e acompanha o que publicamos.

Eu concordo com os Termos & Condições *

Apoia o jornalismo e a reflexão a partir de 2€ e ajuda-nos a manter livres de publicidade e paywall.

Preenche as informações abaixo para garantires a tua presença no Workshop sobre I.A. e podermos adequar os conteúdos ao público presente.

No decorrer desta atividade, poderão ser captadas imagens e som para divulgação pela CML, entidade parceira ou promotora, nos respetivos meios de comunicação, como redes sociais e sites institucionais.

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt