Este site tem a interface mais irritante possível

É um site propositadamente mal feito que nos mostra a importância do design de interfaces.

Foi uma evolução mais ou menos natural mas sem nos apercebermos as nossas cabeças ganharam uma espécie de habilidade natural para responder intuitivamente a certas pistas visuais. Este fenómeno é fruto da existência de padrões de interface que se repetem deixando marcas na nossa cabeça – fazemo-lo para que da próxima vez possamos responder mais naturalmente e sem ter de raciocinar tanto.

Ao sistematizar os habituais correspondentes gráficos às acções que desempenhamos online, criámos uma espécie de gramática visual das interacções online que nos vão sendo pedidas e que normalmente já não consciencializamos. A verdade é que para o bem ou para o mal esta memorização é mais do que evidente e este site, propositadamente mal feito, prova-o por completo.

Se por um lado este tipo de lógica criada pelo cérebro permite que sejamos mais eficientes e percamos menos tempo nas nossas interacções diárias, também é interessante reflectir como esta ‘gramática’ visual nos induz em certos comportamentos, fazendo-os parecer naturais ou até óbvios – por exemplo, carregar no botão colorido por baixo do formulário.

É que para além de existir nas nossas cabeças, esta gramática existe e é testada todos os dias e um pouco por todo o mundo pelas empresas que gerem propriedades online com mais visitas, o que lhes permite testar e iterar diversas soluções, tirando conclusões sobre qual a linguagem que gera uma resposta mais célere e eficiente.

Experimenta aqui.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Ainda em testes

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt