YALA Fest: um festival em Portugal com os olhos postos na Palestina

YALA Fest: um festival em Portugal com os olhos postos na Palestina

Concertos e conversas para ajudar a Palestina.

YALA é um festival de apoio ao projecto Bukra, um documentário independente que quer dar voz às diferentes formas de resistência à ocupação israelita, no Campo de Refugiados de Jenin (Palestina).

Conhecido como a Capital dos Mártires, Jenin assistiu a um massacre no ano de 2002, durante a Segunda Intifada. Tendo ficado marcado na memória de todos graças à atenção mediática internacional, a perspectiva com que se olha para aquele lugar reduz a Palestina aos inúmeros episódios de violência armada, acabando por branquear as restantes fontes de resistência. Balolas Carvalho e Diana Antunes são duas jovens portuguesas que querem mudar esse cenário, contribuindo para a mudança da percepção internacional com uma peça documental.

“Queremos com este projecto criar consciencialização global do que se passa na Palestina, pelo prisma da inspiração e da emancipação pacífica, não alimentando discursos de separação de um povo que nos deu enormes lições sobre o que é generosidade, força e vontade de viver.”

O evento, que acontecerá dia 18 de Janeiro, nos Anjos 70, em Lisboa, conta com os concertos de Samuel Úria, Luís Severo, Benjamim, Surma e LaBaq; e os DJ sets de Hélio Morais e de Elísio & Xico da Ladra. Haverá ainda intervenções de poetry slam e duas conversas abertas, um artista palestiniano Nabil Al-Raee e Ricardo Esteves Ribeiro (Fumaça).

Todos os lucros associados ao projecto Bukra (que está neste momento em fase de pós-produção) irão reverter na sua totalidade para apoios e acções de intervenção social no Campo de Refugiados de Jenin.

“Acreditamos que são este tipo de eventos culturais que fazem um trabalho positivo na reclamação de justiça e na restauração da paz. É através de histórias focadas na resiliência, na não-violência e nas particularidades que nos unem enquanto seres humanos, que podemos inspirar e motivar um mundo mais justo e pacífico.”

Se chegaste até ao fim, esta mensagem é para ti

Num ambiente mediático que, por vezes, é demasiado rápido e confuso, o Shifter é uma publicação diferente e que se atreve a ir mais devagar, incentivando a reflexões profundas sobre o mundo à nossa volta.

Contudo, manter uma projecto como este exige recursos significativos. E actualmente as subscrições cobrem apenas uma pequena parte dos custos. Portanto, se gostaste do artigo que acabaste de ler, considera subscrever.

Ajuda-nos a continuar a promover o pensamento crítico e a expandir horizontes. Subscreve o Shifter e contribui para uma visão mais ampla e informada do mundo.

Índice

  • Shifter

    O Shifter é uma revista comunitária de pensamento interseccional. O Shifter é uma revista de reflexão e crítica sobre tecnologia, sociedade e cultura, criada em comunidade e apoiada por quem a lê.

Subscreve a newsletter e acompanha o que publicamos.

Eu concordo com os Termos & Condições *

Apoia o jornalismo e a reflexão a partir de 2€ e ajuda-nos a manter livres de publicidade e paywall.

Preenche as informações abaixo para garantires a tua presença no Workshop sobre I.A. e podermos adequar os conteúdos ao público presente.

No decorrer desta atividade, poderão ser captadas imagens e som para divulgação pela CML, entidade parceira ou promotora, nos respetivos meios de comunicação, como redes sociais e sites institucionais.

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt