Uma série de entrevistas com pessoas esquisitas e desajustadas… #SÓQNÃO

Uma série que mostra que não é "só uma fase", não há o corpo perfeito e que podemos amar todos de igual forma.
2 minutos de leitura

Estreou dia 3 de junho na RTP Play e no Youtube a mini-série de entrevistas #SÓQNÃO que vem quebrar preconceitos através de testemunhos reais de pessoas reais. Com o desejo de um mundo inclusivo e isento de pré-conceitos, o projeto foi criado por Joana Martins e pertence à RTP Lab.

Fala-se desde a descriminação de imigrantes até à homossexualidade, passando pela depressão, pela magia branca, o poliamor ou a cegueira. Dez pessoas contam a sua história, usam a sua voz e dão a cara para representar preconceitos com que foram lidando ao longo da sua vida. Não são vítimas, mas sim representantes, chamam-lhes de protagonistas. O ponto de partida não é a necessidade de aceitação, mas sim o respeito, conforme se lê no site da própria RTP.

Com uma sociedade que cada vez mais se baseia nas primeiras impressões, esta série procura mudar mentalidades, ou pelo menos pôr-nos a pensar nos julgamentos diário que cada um de nós faz, por vezes sem nos apercebermos disso. Como se lê no site, “talvez não seja pela cor da pele ou pela religião. Pela orientação sexual ou pela identidade de género. É decerto por aquilo que se vê e não se aprofunda.”.

A primeira temporada conta com 10 vídeos, com cerca de 10 minutos cada; experiências particulares contadas na primeira pessoa que mais do que inspirar a uma atitude de mudança, mostram como é simples a compreensão quando damos espaço à história de cada um. Porque, como diz uma das entrevistadas, a Mariana, “ver como as outras pessoas veêm o mundo é sempre das coisas que me ensina mais”.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Sugestões de Leitura

Estamos a criar uma revista de reflexão e crítica sobre tecnologia, sociedade e cultura.

Uma revista criada em comunidade e apoiada por quem a lê.

Queremos fazer do Shifter um espaço de publicação para pensamento colectivo e comunitário, aberto a sugestões e diálogos. Um ponto de encontro entre diferentes actores da sociedade, da academia ao activismo, da cultura à política.

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt