As interrogações (?) e inquietações de XXXTENTACION

O novo álbum de XXXTENTACION conta com as participações de Joey Bada$$, Travis Barker, Matt Ox e PnB Rock.

XXXTENTACION, um dos rappers (?) mais talentosos e controversos da nossa geração, é também — ou podia ser — uma espécie de case study no que diz respeito ao ecletismo musical que um artista pode alcançar durante a descoberta de si próprio. O rapaz revoltado das punchlines gratuitas e ordinárias tem vindo a crescer.

O puto dos 808 distorcidos é agora um autêntico monstro de momentos acústicos. Visceral na atitude e desconcertante nas decisões, não é um artista de consensos, seja no âmbito musical ou pessoal, resultado dos diversos problemas com a justiça e da atitude blasé“I dont give a fuck”, em relação à opinião dos seus pares no universo musical.

O enigmático e obscuro rapper de Flórida, apesar de toda a controvérsia em seu redor, reúne props de alguns dos “maiores” como 9th Wonder ou Kendrick Lamar.

No final do ano passado XXXTENTACION anunciou que iria lançar três álbuns durante em 2018, e parece estar a cumprir com o prometido. Lançado no dia 16 de Março, ?,  é o sucessor de 17 ,— um disco para os depressivos e perdidos, — e apresenta-se como uma sequela da mixórdia de sonoridades do seu antecessor. O maior contraste em relação ao álbum de estreia é mesmo o número de faixas — ao todo são 18.

xxxtentacion

O novo álbum de XXXTENTACION conta com as participações de Joey Bada$$, Travis Barker, Matt Ox e PnB Rock. O lançamento do álbum ? foi antecipado com as faixas “Sad” e “Changes”, tendo a primeira a alcançado o Hot 100 da Billboard.

Num momento onde o mumble rap aka yeah yeah yeah parece basear asua composição lírica num dicionário com apenas 10 palavras, sendo a réplica da réplica, recorrentemente, mais aliciante que propriamente a inovação, é de louvar o “X Lab” de XXXTENTACION e as experiências esquizofrénicas que dele resultam. Algumas deslumbrantes, outras nem tanto, é bem possível que daqui a uns anos, recordando faixas da discografia deste artista seja possível criar algumas “playlists clássicas” desta geração, nos mais diversos géneros musicais.

“This albums not about the words, it’s about the feeling…it’ll be very hard to understand, but very easy to listen to…it’s not what you’re expecting, even if you feel like you understand my music, be prepared to not understand this music.”

Tracklist – ?

  1. Introduction (Instructions)
  2. Alone, Part 3
  3. Moonlight
  4. Sad!
  5. The Remedy for a Broken Heart (Why Am I So in Love)
  6. Floor 555
  7. Numb
  8. Infinity (888) featuring Joey Bada$$
  9. Going Down!
  10. Pain = Bestfriend featuring Travis Barker
  11. $$$ featuring Matt Ox
  12. Love Yourself (Interlude)
  13. Smash! featuring PnB Rock
  14. I Don’t Even Speak Spanish LOL
  15. Changes
  16. Hope
  17. Schizophrenia
  18. Before I Close My Eyes