The Alchemist tem espalhado nos últimos 26 anos a sua obra um pouco por todo lado, acumulando uma lista invejável de associados: de Nas a Eminem, passando por Mobb Deep, Dilated Peoples e todas as promessas que tem puxado para cima, como Action Bronson e Your Old Droog. A discografia é, portanto, objecto de respeito imediato. Só que nunca existe glória no começo e, olhando para trás, vemos apenas um adolescente porto riquenho que acompanhava os Cypress Hill em tour para lhes carregar as malas e enrolar charros. E podem crer que ele se tornou eficiente em ambos os papéis.

Dj Muggs, produtor de Cypress Hill, acabaria por ensinar-lhe a usar o sampler e a mesa de som. A partir daí, começava a carreira como produtor de The Alchemist, ganhando a alcunha de "Ministro do Sinistro" por parte de Kareem “Biggs” Burke, co-fundador da Roc-A-Fella, pelos seus beats sombrios e minimais. Evoluiu, como qualquer artista, mantendo-se sempre fiel à sua visão, sempre fiel ao seu sampling e, hoje, ouvindo as suas obras mais recentes, localizamos o seu som num boom bap quase despido de percussão ou que, pelo menos, minimiza a sua importância.

Quem acumula este tempo todo de carreira deve ter algo a ensinar-nos com ela, certo? Até porque The Alchemist parece ser um homem especializado em estar sempre onde o som não vai bater. Nunca sendo um homem de ter placado os charts com o seu nome, ele é um perfeito exemplo sobre como o trabalho não depende da popularidade para ser reconhecível. Que, mesmo com hits apenas acontecendo semi-raramente, a obra vai-se construindo tijolo a tijolo, com esforço, colaboração e muita repetição. E há aqui algo de inspirador, não? Porque todos conhecemos nomes de prodígios, de quem nunca parece dar um passo fora do lugar, de quem tem o toque de Midas e que faz cada trabalho seu valer ouro, mas então e todos os outros? Eles estão aqui e também constroem cultura, com o seu suor e trabalho, day in and day out.

The Alchemist começou a sua carreira musical no mesmo ano que nasci, 1991. Dia 25 de Outubro celebra os seus 40 anos, e com eles traz mais uma pá para enterrar a expressão "Hip hop is a young man's game". Importante porque talvez, desde a sua incepção, o hip hop dos Estados Unidos nunca foi tão puxado para cima pelos seus veteranos. Constrói-se muito em 26 anos.






(Pedro MS + Amorim Abiassi Ferreira) mutual = The Alchemist


The Alchemist é um dos grandes responsáveis da fórmula de sucesso dos grandes rappers que conhecemos. De Dilated Peoples, a Mobb Deep, MF DOOM, NAS, Goshtface Killah e Snoop Dog, produz beats que marcam a história do hip hop há 26 anos. Em jeito de homenagem a esta carreira incrível e ao concerto que rebentou o Musicbox no passado dia 23 de setembro, o Pedro MS e o Amorim Abiassi Ferreira foram os ingredientes para na fórmula da mutual#10.


Pedro MS

@wrufas é nome por trás das ilustrações alienígenas de Pedro MS. O ilustrador do Porto faz desenhos de outro mundo e usa a sua conta de instagram para partilhar com os terráqueos o seu trabalho. Obrigado aos nossos amigos da Implosão, uma plataforma de ilustração que não podes perder, por partilharem esta curadoria com a mutual.


Instragram
https://www.instagram.com/wrufas/

Implosão

https://www.facebook.com/Implosao/


Amorim Abiassi Ferreira

Entre uma carreira de Copywriter, redator no Rimas e Batidas e na Europavox, Amorim é homem de mil projetos - muitos onde a música é denominador comum. É a voz atrás do podcast Ouvido a Dedo, o olho atrás do instagram onde só vale ISO 100 e a cabeça por trás da curadoria em Roll Credits.


Podcast - Ouvido a Dedo
https://www.facebook.com/ouvidoadedo/
Instagram – iso100ordie
https://www.instagram.com/iso100ordie/
Roll Credits
https://rcredits.tumblr.com/
Facebook
https://www.facebook.com/amorim.ferreira
Linkedin
https://www.linkedin.com/in/amorimferreira/



MENU

Back