Wikipédia em baixo em protesto contra os Artigos 13 e 11

"Convocamos todos os membros do Parlamento Europeu a votarem contra o texto actual, a abrir o debate e a considerar as numerosas propostas do movimento Wikimedia para proteger o acesso ao conhecimento."

Se tentares aceder às versões espanhola ou italiana da Wikipédia, não vais ter grande sorte. A grande enciclopédia entrou em protesto contra os Artigos 11 e 13 que o Parlamento Europeu irá votar em plenário esta quinta-feira, dia 5 de Julho. Em vez da habitual mensagem, verás um comunicado das comunidades espanhola e italiana.

“A 5 de Julho de 2018, o plenário do Parlamento Europeu votará a possibilidade de avançar com uma proposta de directiva sobre direitos de autor. Esta, se aprovada, prejudicaria significativamente a Internet aberta que conhecemos hoje”, lê-se na nota partilhada tanto na Wikipédia espanhola como na italiana. O porquê de tal directiva poder alterar a Internet a que estamos habituados já explicámos neste artigo e directórios como a Wikipédia podem ser especialmente afectados.

Por isso mesmo, a Wikimedia Foundation é uma das subscritoras de uma carta aberta que junta mais de 70 nomes, incluindo o criador da World Wide Web, Tim Berners-Lee, e na qual é tomada uma posição de oposição às alterações aos direitos de autor que podem vir a ser aprovadas na União Europeia. Nesse sentido, “a comunidade da Wikipédia em espanhol decidiu escurecer todas as páginas da enciclopédia antes e durante a votação do texto, isto é, até as 10 horas (UTC) de 5 de Julho”, lê-se ainda na nota que é semelhante na Wikipédia italiana.

“Queremos continuar a oferecer um trabalho aberto, gratuito, colaborativo e gratuito com conteúdo verificável. Convocamos todos os membros do Parlamento Europeu a votarem contra o texto actual, a abrir o debate e a considerar as numerosas propostas do movimento Wikimedia para proteger o acesso ao conhecimento; entre eles, a eliminação dos Artigos 11 e 13, a ampliação da liberdade de panorama para toda a UE e a preservação do domínio público”, completa a mesma mensagem.

Noutros países europeus onde as “suas Wikipédias” não tenham aderido a este protesto, é possível que encontres uma mensagem referente a esta reforma. Por exemplo, acedendo à versão inglesa da Wikipédia em Portugal deverás cruzar-te com este aviso:

Depois de a directiva ter passado com os Artigos 11 e 13 pelas mãos do comité JURI, ao qual pertence o eurodeputado Marinho e Pinto, será a vez de o plenário do Parlamento Europeu se pronunciar sobre o assunto, num longo processo que ainda se avizinha e que só ficará concluído em 2019. Os Artigos 11 e 13 contam, todavia, com o “apoio” dos grandes grupos de comunicação social.