Festival Andanças é uma viagem pelo mundo sem sair de Castelo de Vide

Com a dança na sua essência, o Andanças volta a Castelo de Vide de 1 a 5 de Agosto.

Festival Andanças Castelo de Vide

O Andanças não é um festival como os outros. Não é aquilo a que se pode chamar de “festival de música”. Há música, claro, mas o centro das atenções é a dança. Durante cinco dias, de 1 a 5 de Agosto, o festival Andanças regressa a Castelo de Vide para a sua 23ª edição.

“Roda Vida” é o mote do Andanças 2018, que oferece um programa repleto de oficinas que o farão viajar ao ritmo dos passos e compassos de diferentes danças do mundo, e não só! É uma mostra de cinco dias do que se dança em Portugal e lá fora. Uma viagem por diferentes estilos e épocas. Danças para ouvir e também experimentar, sem sair de Castelo de Vide.

Começando pelas danças tradicionais portuguesas – como as Valsas Mandadas da Serra de Grândola, às Chamarritas dos Açores, aos Viras Minhotos, às Danças com Adufes, entre outras –, segue-se além fronteiras para aprender as danças que nos chegam da Europa, percorrendo um itinerário que nos leva por Espanha, Bélgica, Itália, Irlanda, França, Roménia, Bulgária. E este ano com uma novidade: uma viagem no tempo com oficinas de Danças da Antiguidade Clássica Grega. Prossegue-se até à América Latina, com o Forró, o Samba, a Salsa, o Tango, subindo ao Norte para dançar Swing, Lindy Hop e Balboa. A África chega através das oficinas de Kizomba, Semba e Funaná. De partida para outros destinos exóticos, o corpo poderá mover-se ao ritmo das cadências do Médio Oriente até à Índia com as oficinas de Bollywood.

Entretanto, noutras viagens, sempre percorridas com o corpo, exploram-se as Danças Circulares Sagradas ou aprende-se a melhorar os passos com o nosso par, na Oficina de Dinâmica de Pares, e a soltar movimentos com a Oficina de Dança Dinâmica.

Um festival onde o público não é espectador, é participante

Organizado pela Associação PédeXumbo, o Andanças quer ir muito além das danças e músicas do mundo que notabilizam o festival e proporcionar uma “roda viva” de partilha, onde todos dançam, onde se faz música, onde se pode aprender e ter novas experiências, e onde há partilha e cruzamento de ideias. Além das 50 oficinas de dança, haverá 40 bailes, 20 concertos, 30 actividades para crianças e famílias, 45 oficinas de relaxamento e desenvolvimento pessoal, assim como os diferentes passeios em meio urbano e na natureza, performance e teatro, cinema, animação de rua e oficinas de instrumentos.

Num festival onde o público deixa a postura de espectador e participa, aprendendo, fazendo e explorando, serão ao todo oito palcos de programação artística. As propostas principais irão decorrer junto ao Forte de São Roque, lugar de valor histórico e arquitectónico que remonta ao século XVIII, do qual se usufrui dum vasto horizonte que se estende por paisagens ímpares das míticas terras de Raia do Alentejo e das Beiras. Na vila irão decorrer simultaneamente vários ateliês e oficinas, entre múltiplas propostas de aprendizagem, experimentação e iniciação, actividades lúdicas e recreativas que proporcionarão uma interacção com os agentes culturais locais e com a própria comunidade aproximando públicos e habitantes.

A escolha de Castelo de Vide para palco de Festival Andanças irá, segundo a organização, “permitir que os festivaleiros desfrutem de um ambiente acolhedor e genuíno, cruzando convivências com a simpatia e a hospitalidade das gentes alentejanas”. Por outro lado, a antiguidade de Castelo de Vide proporcionará, refere ainda, a “descoberta e envolvência num cenário autêntico e preservado, onde estilos de arquitectura militar, religiosa e civil se fundem harmoniosamente, e onde os visitantes poderão descobrir ou revisitar uma das vilas mais mágicas de Portugal”.

O Andanças está em constante movimento. Roda, agita, desloca, renova, une. Roda a vila e roda a vida. O Andanças é um caminho vivo, conecta ao presente e projecta o futuro. É um ponto de partida e de chegada. O Andanças é uma viagem, está sempre em Roda Viva.

Mais detalhes da programação Andanças 2018 pode ser encontrada aqui. Os passes para os 5 dias custam agora 100 euros. Existem bilhetes diários a 25 euros (10 euros para quem vive em Portalegre e 7 euros para residentes de Castelo de Vide).