5 filmes-concerto a não perder no 26º Curtas de Vila do Conde

Nos dias 14, 18, 19, 20 e 21 de Julho, podemos contar com diversos concertos, no Teatro Municipal da cidade, inseridos na secção STEREO.

Vila do Conde
B Fachada é um dos convidados (foto de Manuel Casanova/Shifter)

O Curtas de Vila do Conde , festival Internacional de cinema, arranca já este sábado, 14 de Julho, e acaba domingo, dia 22, com a entrega dos respectivos prémios.

Mais do que um festival de cinema, o Curtas dispõe de um vasto programa que passa, também, pelas artes visuais e pela música. Assim sendo, dias 14, 18, 19, 20 e 21 de Julho podemos contar com diversos concertos, no Teatro Municipal da cidade, inseridos na secção STEREO.

Para abrir as hostes, os Black Bombaim, trio português de rock psicadélico, contam com a colaboração de João Pais Filipe, escultor sonoro e percussionista, num filme-concerto para Dragonflies with Birds and Snake, do conhecido realizador alemão Wolfgang Lehmann.

Segue-se, dia 18, a vez de Joana Gama e Luís Fernandes. A dupla bracarense vem apresentar o seu mais recente álbum At The Still Point of The Turning World, inspirado num poema do escritor T.S Eliot. Deste concerto fazem ainda parte 14 músicos de um ensemble preparado para o efeito.

Ligeiramente diferente será o concerto de Moor Mother + Jonathan Uliel Saldanha, com participação dos realizadores André Tentugal e Vasco Mendes. Durante o presente mês de Julho, Moor Mother e Jonathan Saldanha irão trabalhar, conjuntamente, numa residência proporcionada pelas Curtas Metragens CRL e pela MAD Summer School/IPP, na cidade de Vila do Conde. A partir daí originar-se-á uma composição musical inédita que será apresentada durante o festival.

Sexta-feira, dia 20, é a vez de B Fachada subir ao palco, num filme-concerto para The Cameraman, de Buster Keaton. A criação e interpretação musical do filme ficará a cargo do cantautor português. O último concerto, dia 21, cabe aos Linda Martini que ficarão responsáveis pela composição musical do filme francês La Coquille et le Clergyman, do realizador Germaine Dulac.

Todos os bilhetes estão à venda na bilheteira do Teatro Municipal ou em bol.pt e variam entre 7 e 10 euros.

Texto de Marina Gonçalves, editado por João Ribeiro