Como evoluiu o design desde a primeira App Store

Uma bela retrospectiva criada pelo site 9to5mac.

App Store design

Apesar de hoje em dia a App Store ser praticamente só mais uma loja de aplicações como outra qualquer, há 10 anos o cenário era bem diferente e o anúncio de Steve Jobs, apesar de discreto, era histórico. Foi passado pouco menos de um ano desde o anúncio que se abria o primeiro mercado completamente online de aplicações, com uma selecção cuidada com perto de 500 apps disponíveis para compra ou download gratuito.

Este novo mercado, sem que tenhamos muita consciência, tornou-se num espelho da história da evolução do software na última década em vários aspectos – seja nas aplicações que dominam os tops relevando as tendências dos utilizadores, nos destaques a novidades tecnológicas como o AR, no surgimento de novas e sucessivas gerações de apps em linha com tendências de mercado (cloud, blockchain, etc), ou na própria aparência destas aplicações e dos seus ícones.

Foi sobre essa aparência que o site 9to5mac se decidiu debruçar, criando um pequeno ensaio visual que mostra a evolução do aspecto de 10 das principais aplicações que acompanham a App Store desde o dia um. As diferenças são notórias e ilustram claramente como e para onde o design tem evoluído. Se no princípio o skeumorphism – estética que imita os objectos físicos – da Apple era a principal tendências, agora vemos outras abordagens a ganhar terreno, como o flat design do iOS 7 ou o Material Design da Google.

Gradientes nos menus, textura no fundo, sombras em batente, letras como se fossem gravadas e pequenos detalhes a fazer lembrar-nos o mundo real foram, como se verifica, progressivamente alienados do visual vigente no mercado. Em jeito de comentário, é passível dizer que à medida que o mundo online se consolidou foi perdendo a necessidade de emular o físico – graças à progressiva habituação dos utilizadores aos smartphones e às interacções digitais.