App Store, 10 anos depois: as aplicações mais populares em 2008 e desde então

"Uma aplicação que nós escrevemos para distribuir apps para o iPhone." Foi assim que, há 10 anos, Steve Jobs apresentou a App Store.

App Store apple

Março de 2008. Steve Jobs anunciava a App Store. “És programador e acabaste de despender duas semanas ou um pouco mais a escrever uma app incrível. E qual é o teu sonho? O teu sonho é colocá-la à frente de cada utilizador do iPhone. E pode ser que eles gostem dela e comprem-na, certo? Isso não é possível hoje. A maioria dos programadores não têm as ferramentas necessárias. Mesmo os programadores maiores têm dificuldades em colocar a sua app à frente de cada utilizador do iPhone. Bem, vamos resolver esse problema para todos os programadores, grandes e pequenos.”

A App Store foi lançada com 500 apps a 10 de Julho de 2008, um dia antes da chegada do iPhone 3GS, o primeiro iPhone com a App Store pré-instalada. Foi há 10 anos. Nas palavras de Steve Jobs, a App Store é “uma aplicação que nós escrevemos para distribuir apps para o iPhone”. Mas a App Store, tal como hoje a conhecemos, é muito mais que isso. No ecossistema fechado que a Apple desenhou, é para muitos (não contemos com o jailbreak) a única forma de um programador lançar uma aplicação iOS e de um utilizador de um iPhone/iPad encontrá-la.

A primeira App Store, num iPhone 3GS

A App Store é também um negócio para a Apple e para quem faz apps. Estima-se que existam mais de 2 milhões de aplicações na loja da maçã – para comparação, a Google Play Store tem perto de 4 milhões. Para disponibilizar uma aplicação na App Store é preciso uma conta de programador que custa 99 dólares por ano – segundo a Apple, existem mais de 20 milhões de programadores registados na comunidade iOS (fazendo as contas… 20 milhões x 99 dólares/ano = …), que, juntos, já fizeram mais de 100 mil milhões de dólares em receitas.

“Antes de 2008, a indústria de software era dominada por poucas grandes empresas. A App Store abriu as portas para que qualquer programador, desde uma pessoa com uma loja a grandes estúdios, terem uma boa ideia, criarem uma excelente app e entregá-la sem problemas ao crescente número de consumidores em todo o mundo”, lê-se num comunicado da Apple para celebrar os 10 anos da App Store, que acabou por mudar a Internet e a forma de nos relacionarmos com ela.

A consultora App Annie compilou, em duas listas, as 10 aplicações mais populares de sempre na App Store e também as 10 onde passamos mais tempo. A popularidade das apps é medida pelo número de downloads – o Facebook aparece no topo da lista, com o Messenger logo a seguir, o Instagram em quarto e o WhatsApp em quinto. O monopólio de Mark Zuckerberg é cortado apenas pelo YouTube, que surge em terceiro. Google Maps, Snapchat e Skype completam a lista juntamente com o o WeChat e o QQ, dois serviços de chat chineses.

As 10 apps mais populares de sempre na App Store

  1. Facebook
  2. Messenger
  3. YouTube
  4. Instagram
  5. WhatsApp
  6. Google Maps
  7. Snapchat
  8. Skype
  9. WeChat
  10. QQ

Quanto às aplicações com mais tempo de consumo, os filmes e séries do Netflix aparecem em primeiro, seguindo pela música do Spotify e do Pandora. Logo a seguir o Tencent Video, aplicação de streaming de filmes e séries da chinesa Tencent, dona também do QQ, que aparece nesta lista em último. Tinder, Line (uma app de chat) e HBO Now surgem na lista com mais duas apps asiáticas: o iQIYI, uma espécie de “YouTube” chinês e o Kwai, uma app para partilha social de vídeo.

As 10 apps onde passamos mais tempo

  1. Netflix
  2. Spotify
  3. Pandora Radio
  4. Tencent Video
  5. Tinder
  6. Line
  7. iQIYI
  8. HBO Now
  9. Kwai
  10. QQ

Estas duas listas dão-nos várias perspectivas interessantes. Por um lado, percebemos que os tops não são dominados exclusivamente por aplicações do Ocidente, existindo títulos asiáticos que provavelmente nunca ouvimos falar, como o QQ ou o Kwai. Por outro, seja em downloads, seja em tempo dispensado, redes sociais e apps de chat são claramente as mais populares de sempre na App Store. Em 2008, o cenário era bem diferente…

As 5 apps mais populares em 2008

Há 10 anos, aquando do lançamento da App Store, as cinco aplicações mais populares eram todas elas jogos e todas elas pagas – se o Koi Pond custava apenas 99 cêntimos, o Moto Chaser e o Crash Bandicoot: Nitro Kard 3D eram disponibilizados a 6 dólares.

  1. Koi Pond
  2. Texas Hold’em
  3. Moto Chaser
  4. Crash Bandicoot
  5. Super Monkey Ball

As 5 apps gratuitas mais populares em 2008

Excluindo as aplicações pagas, a Pandora dominava a lista numa altura em que o Spotify ainda era muito novo (só foi lançado no final de 2008) e o Apple Music ainda não era sequer sonhado. O Facebook já surge na lista, apesar de ter, na altura, menos de 100 milhões de utilizadores. Outro nome que deves reconhecer é o Shazam; os outros dois são jogos.

  1. Pandora Radio:
  2. Facebook
  3. Tap Tap Revenge
  4. Shazam
  5. Labyrinth Lite Edition

Como evoluiu o design desde a primeira App Store