Agora podes esmiuçar todas as páginas de Facebook e Twitter

Facebook e Twitter lançaram ferramentas que permitem descobrir quem está a anunciar nas respectivas plataformas. Uma questão de transparência.

Facebook e Twitter lançaram, esta quinta-feira, ferramentas de transparência que permitem aos internautas ver que anúncios foram promovidos por determinada página ou perfil na plataforma. Estas ferramentas surgem depois de Facebook e Twitter terem sido bastante escrutinados em público pelo papel que podem ter desempenhado na circulação de desinformação, particularmente aquando das eleições norte-americanas de 2016.

Até há muito pouco tempo, qualquer entidade podia chegar ao Facebook ou Twitter e promover uma determinada mensagem que chegaria a um público-alvo muito específico. No contexto de eleições, estes anúncios podiam motivar um certo sentido de voto junto de segmentos eleitorais mais frágeis, por exemplo – estratégia que terá sido usada positivamente para a eleição de Donald Trump.

Tanto Facebook como Google e Twitter anunciaram um maior controlo das mensagens políticas que podem circular nas suas redes de anúncios. No Facebook, em todas as páginas existe uma nova secção intitulada “Info and Ads”, onde os utilizadores podem espreitar a publicidade que essa página está a correr tanto no Facebook como no Instagram. Esse separador permite também ver quando a página foi criada e se mudou de nome entretanto.

Já o Twitter lançou o Ads Transparency Center, uma plataforma onde qualquer utilizador pode ver toda a publicidade que determinada conta de Twitter está a correr, bem como se um anúncio foi suspenso e porquê. Algo semelhante ao Facebook, portanto.

Basta pesquisar pelo username da conta – por exemplo, facilmente descobrimos que, apesar de nunca ter feito um tweet, a @Apple faz vários anúncios, com diferentes segmentações, no Twitter.

Estas duas ferramentas do Facebook e do Twitter servem para qualquer tipo de publicidade, não só política, e são ferramentas importantes para o escrutínio da nossa democracia e não só. Nos Estados Unidos, o Facebook lançou ainda um arquivo público de todos os anúncios políticos feitos na rede social naquele país depois de 7 de Maio de 2018; os anúncios estarão disponíveis para consulta neste site durante sete anos. A empresa de Mark Zuckerberg apresentou outras medidas para tornar a publicidade e a política mais transparentes na plataforma.