“Todos os países deveriam fazer isto”: a campanha ambiental premiada em Cannes

Cada visitante de Palau é agora convidado a "prometer" que vai respeitar a Natureza durante a sua estadia.

Palau Pledge

Um dos países mais pequenos do mundo, Palau, pediu aos seus visitantes para jurarem proteger o ambiente. A campanha, desenhada pela agência de publicidade Havas, na Austrália, recebeu três “grandes prémios” no festival de criatividade Cannes Lions, incluindo um Grand Prix referente a “Metas de Desenvolvimento Sustentável”.

Palau é uma ilha localizada na Oceania e também o 13º país mais pequeno do mundo. Com uma localização “exótica”, é natural que seja um destino turístico com consequências imediatas e previsíveis no meio ambiente. Contudo, com a ajuda do braço da Havas em Sidney, Palau ganhou uma nova dinâmica sustentável sem rejeitar o turismo.

Cada visitante de Palau é agora convidado a “prometer” que vai respeitar a Natureza durante a sua estadia, assinando um acordo que é carimbado no seu passaporte. A ideia, escreve a revista AdWeek, transformou toda experiência turística no país, a começar no processo de visto.

“No final do dia, tivemos apenas um vencedor: uma ideia realmente nova e algo que podemos escalar e activar geograficamente em todo o mundo”, comentou Mark Tutssel, presidente da Leo Burnett Worldwide e membro do júri responsável pelo Grand Prix de “Metas de Desenvolvimento Sustentável”, introduzido este ano em parceria com as Nações Unidas.

Para operacionalizar a ideia foi criada uma pequena minuta, traduzida em várias línguas, que é carimbada no passaporte de cada visitante e que este deve assinar, firmando por escrito o seu comprometimento com comportamentos respeitosos do ambiente e dos locais. A ideia está a dar que falar pela forma como responsabiliza os próprios viajantes pelos seus comportamentos e, depois das distinções, é bem provável que seja replicada noutros pontos do globo.