Um feed algorítmico mostra mais conteúdo que um cronológico, e o Instagram prova-o

Antes os utilizadores viam apenas 50% dos posts de amigos, agora vêem 90%.

Instagram feed algoritmo
Foto de Erik Lucatero via Unsplash

O Instagram abriu as portas dos seus escritórios em São Francisco, nos EUA, para explicar aos jornalistas como funciona o algoritmo que define o que aparece primeiro no feed dos utilizadores e apresentou um dado interessante: com o feed cronológico, as pessoas perdiam 70% das publicações e 50% das publicações dos seus amigos. Com a introdução do feed algorítmico, o Instagram afirma que os utilizadores vêem 90% dos posts de amigos.

Josh Constine, do TechCrunch, foi um dos jornalistas que teve acesso a este evento reservado do Instagram, a rede social com mais de 800 milhões de utilizadores e especialmente popular entre os mais novos. Um estudo da Pew Research Center, divulgado esta semana, indica que a utilização diária do Instagram entre os jovens dos 13 aos 17 subiu de 41% para 72% no último ano. Ao mesmo tempo que a utilização do Facebook caiu de 71% para 51%.

Como funciona o algoritmo do Instagram?

Segundo o Instagram e o que foi revelado pelos jornalistas presentes no local, é usada aprendizagem automática para criar um feed único para cada utilizador – o mesmo objectivo do Facebook com o News Feed. Para esta personalização, são analisados diferentes factores, entre eles:

  • Interesse: o Instagram tenta aprender o que te interessa mais através da tua utilização da app e mostrar conteúdo semelhante no topo do feed;
  • Actualidade: publicações mais recentes aparecem em destaque em detrimento de posts com dias ou semanas;
  • Relação: a forma como interages com os outros utilizadores (desde comentários que fazes a fotos ou identificações em posts) vai fazer com que o Instagram subentenda a tua relação com essas pessoas e determine se um post aparece mais em cima ou mais em baixo no teu feed;
  • Frequência: a frequência com que usas o Instagram ajudará a app a mostrar os melhores posts no topo da próxima vez que usares o serviço;
  • Comunidade: se seguires muitas pessoas no Instagram, a app irá diversificar as contas que aparecem no feed para que não vejas posts sempre das mesmas pessoas;
  • Uso: se passas pouco tempo no Instagram cada vez que o abres, a aplicação procurará mostrar os melhores posts para que aproveites essa sessão curta; se costumas passar muito tempo, a selecção de publicações que verás no feed será mais abrangente.

Segundo o TechCrunch, o Instagram diz que não vai dar a opção aos utilizadores de um feed cronológico para não complicar o serviço e que não esconde publicações do feed – segundo esta lógica, aparecem todos os posts das contas que segues, para os veres terás de continuar a fazer scroll. A empresa afirma ainda que não existem diferenças no algoritmo entre fotografias e vídeos, mas que, se na navegação não deres tanta importância aos vídeos como dás às fotos irás ver menos desse tipo de conteúdo.

Este dado é visto pela empresa como um sinal de sucesso para aplicação, uma vez que, para além do aumento do número de utilizadores acima referido, fez com que o tempo passado na aplicação por cada utilizador também aumentasse.