Este ano esgotamos os recursos naturais da Terra mais cedo

Este ano, o Earth Overshoot Day antecipar-se-á um dia, com data marcada para 1 de Agosto.

Imagem: Frédéric Paulussen via Unsplash

No ano passado, o Earth Overshoot Day foi atingido a 2 de Agosto.  Nesse dia, o consumo de recursos naturais ultrapassou a capacidade de renovação anual da Natureza, ou seja, a procura do Homem ultrapassou a oferta da Terra.

A data é calculada com base na comparação entre o consumo total da humanidade (pegada ecológica) e a capacidade da Terra se regenerar, criando recursos naturais (biocapacidade); esta não é fixa e é revista anualmente, de acordo com novas informações existentes e outros acertos que sejam detectados pela equipa de investigação.

Este ano, o Earth Overshoot Day antecipar-se-á um dia, com data marcada para 1 de Agosto. Desde 1969 que tem vindo a chegar cada vez mais cedo.

Quando olhamos para o nosso país, de acordo com a associação ambientalista ZERO, “Portugal é, há já muitos anos, deficitário na sua capacidade para fornecer os recursos naturais necessários às actividades desenvolvidas (produção e consumo). A nossa pegada per capita é de 3,69 hectares globais, mas a nossa biocapacidade é de 1,27 hectares globais, com base em dados revistos para toda a série histórica desde 1961″.

Assim, se o resto do mundo vivesse como uma pessoa média portuguesa, o saldo da Terra ter-se-ia esgotado este Sábado, 16 de Junho, sendo preciso o equivalente a 2,19 planetas iguais para sustentar as suas necessidades de recursos.

#MOVETHEDATE

Ainda é possível reverter a tendência de antecipação anual desta data. Se esta aumentasse, todos os anos, cinco dias, até 2050 seria possível estar a usar recursos de menos de um planeta Terra (actualmente, vivemos como se tivéssemos 1,7 à disposição).

No site do Earth Overshoot Day, são destacadas quatro áreas principais onde é necessário melhorar a sustentabilidade dos recursos: cidades, energia, alimentação e população.