Protectores solares com químicos prejudiciais aos recifes de coral proibidos no Hawaii

Oxibenzone e octinoxate contribuem para a mortalidade de corais em desenvolvimento, aumentam o branqueamento dos corais e causam danos genéticos tanto a estes como a outros organismos marinhos.

A partir de 1 de Janeiro de 2021, [o projecto de lei] proíbe a venda, oferta de venda ou distribuição no Estado [do Hawaii] de qualquer protector solar que contenha oxibenzone ou octinoxate, ou ambos, sem uma receita emitida por um prestador de serviços de saúde licenciado, para preservar os ecossistemas marinhos.

No passado dia 3 de Maio, o estado americano do Hawaii foi o primeiro a passar um projecto de lei que proibirá a venda de protectores solares que contenham duas substâncias que danificam os ecossistemas marinhos, em particular os recifes de coral. Actualmente estes químicos podem ser encontrados em mais de 3500 dos protectores solares mais comercializados.

O texto da legislatura aponta que oxibenzone e octinoxate contribuem para a mortalidade de corais em desenvolvimento, aumentam o branqueamento dos corais e causam danos genéticos tanto a estes como a outros organismos marinhos; acrescenta ainda que estes químicos diminuem a resiliência e habilidade para se ajustarem a alterações climáticas e inibem do estabelecimento de novos corais.

Claro que banir certos protectores solares não vai resolver outros problemas que mais contribuem para a morte do coral, como anomalias de temperaturas, sobrepesca, predadores ou a questão dos escoamentos costeiros que poluem e destroem os recifes. Mas tal como Jorg Wiedenmann, chefe do Laboratório de Recifes de Coral na Universidade de Southampton no Reino Unido disse à Nature, não é irracional ficar cauteloso em lugares que recebem um elevado número de turistas onde poluição causada pelos químicos nos protectores pode ser prejudicial. As águas do Hawaii recebem mais de 8 milhões de turistas todos os anos, número que tem vindo a aumentar.

É por isso aconselhado que mergulhadores frequentes não usem qualquer produto de higiene, optando antes por fatos de mergulho ou vestuário de licra que protegem também dos raios UV.