Artista imprimiu os termos e condições que provavelmente nunca leste

Dima Yarovisnky, um estudante de Jerusalém, estimou que, para ler os termos e condições do Instagram, precisaríamos de 86 minutos.

Chama-se “I Agree” e é uma simples mas poderosa instalação artística, que coloca em perspectiva a forma como tacitamente e sem sequer nos darmos conta concordamos com uma série de termos e condições praticamente inimaginável de plataformas como o Facebook, Instagram e Snapchat.

Da autoria de Dima Yarovisnky, estudante da Academia de Artes de Bezalel, em Jerusalém, para a iniciativa global Visualizing Knowledge 2018, este trabalho coloca em evidência a extensão dos textos de termos e condições dos serviços online, que ignoramos quase 100% das vezes em que somos confrontados com eles.

O artista simplesmente copiou-os e transformou-os em listas coloridas, da cor da aplicação, categorizando-os no fim com o número de palavras e o tempo estimado de leitura.

O resultado é entre o bizarro e o assustador, tal não é a dimensão dos “contratos” do Facebook, Instagram, Snapchat, Twitter, Tinder, Google e WhatsApp. A ideia de Dima era mostrar como nos tornamos pequenos e impotentes utilizadores perante estes extensos e inegociável acordos, onde não há espaço para discutir pontos específicos.

Considerando uma velocidade média de leitura de 200 palavras por minuto, Dima Yarovinsky, chegou, por exemplo, à estimativa de 86 minutos quanto ao tempo de leitura dos termos e condições do Instagram, tempo que provavelmente poucos de nós estamos dispostos a despender.

O trabalho de Dima está agora em exposição na Universidade de Aalto, na Finlândia, onde decorre a conferência da iniciativa, acima mencionada, Visualizing Knowledge.

O Shifter é gratuito e sempre será. Mas, se gostas do que fazemos, podes dar aqui o teu contributo.