Childish Gambino voltou para nos mostrar a verdadeira América

Childish Gambino foi o protagonista principal de um Saturday Night Live épico.

Childish Gambino América

Donald Glover a.k.a Childish Gambino está finalmente de regresso com duas novas faixas — “This Is America” e “Saturday”. O primeiro vislumbre do novo material de Gambino deu-se no passado sábado, no Saturday Night Live, onde Donald Glover assumiu o duplo papel de apresentador e artista convidado. O regresso era aguardado depois do último álbum lançado por Childish Gambino, Awaken, My Love!, em 2016, ter sido transversalmente aclamado.

As duas faixas apresentadas podem ser parte do próximo álbum com lançamento previsto ainda para este ano e que, segundo o artista, deverá ser o último projecto assinado como Childish Gambino — “Acho que os finais são bons porque forçam as coisas a correr melhor.”

Se “Saturday” é uma música nova vinda directamente dos anos 80. Positiva e repleta de ritmos e vibes dançantes, evocando algumas das mais valias deste artista. “This Is America” mostra Childish Gambino a nadar por mares pouco navegados — pelo menos pelo próprio —, com uma estética bem actual, apimentada por constantes devaneios sonoros algo longo da faixa e com uma esquizofrénica, desconcertante e fervorosa critica à sociedade americana como pano de fundo. A produção ficou a cargo do próprio e de Ludwig Göransson.

A esta síntese juntam-se ainda os ad-libs dos conterrâneos Quavo (Migos), Young Thug e 21 Savage e um videoclipe surreal, realizado por Hiro Murai.

Apesar do trap não invalidar a existência de “mensagem”, ou seja, letras com cunho político, social e reivindicativo, poucos são aqueles que contrariam esta percepção da generalidade do público, criando um forte preconceito em torno deste registo, fortemente associado ao mumble rap.

Nomes como Kendrick Lamar, Flatbush Zombies, ou mesmo Childish Gambino são as excepções que representam este “novo mundo”, onde o t(RAP) também é consciente e a mensagem uma das suas principais armas, recorrendo inúmeras vezes ao sarcasmo e/ou ironia como ponto de partida para a concepção criativa.

O dia em que o Hip Hop descobriu a mensagem e o poder da informação

Este SNL ficará para a história não só pela estreia destas duas novas fixas mas também por uma série de momentos protagonizados por Donald Glover ao longo do programa.

Além dos temas, apresentou alguns sketches e paródias musicais, viajou pelo universo de “Friendos” — uma espécie de Migos em depressão — e por videoclipes dos anos 80, simulou uma participação em Star Wars e fez uma encenação dos mais recentes tweets de Kanye West – um verdadeiro abre olhos para a vida real com um cunho divertido e pateta, em analogia com o filme recém chegado aos cinemas, Um Lugar Silencioso.

Abaixo podes ver alguns dos melhores momentos deste épico SNL com Childish Gambino.