Artistas e agentes culturais saíram à rua para reclamar mais apoios e melhores políticas

A manifestação na capital foi uma de seis, em várias cidades: Porto, Coimbra, Beja, Funchal, Ponta Delgada.
Fotograma do QiBruto

Um orçamento reforçado para a cultura, numa proporção de, pelo menos, 1% do Orçamento do Estado, já em 2019, e um reforço imediato de 25 milhões de euros. Foram estas as exigências das centenas de manifestantes que se concentraram em Lisboa na passada sexta-feira, dia 6.

O protesto, marcado na sequência das recentes polémicas com o apoio estatal às artes, repetiu-se em várias cidades do país. A manifestação da capital foi uma de seis, em várias cidades: Porto, Coimbra, Beja, Funchal, Ponta Delgada.

Criticaram o reforço repentino de verbas e pediram demissão da tutela. Inês Pereira, representante da comissão informal de actores que se formou há dias confirmou que o Primeiro-ministro, António Costa, aceitou a reunião pedida e vai reunir-se com artistas na próxima quinta-feira.

Enquanto não acontece o encontro, importa conhecer quem deu e dá a cara pela cultura portuguesa, o que pedem, e quem fez ecoar no Rossio: “Quero, quero, quero cultura acima de zero”.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • A Qi News é uma produtora de conteúdos factuais focada numa população saturada de desinformação que busca activamente conteúdos fiáveis e de qualidade nas plataformas digitais.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt