Lisboa é das cidade mais hipster da Europa, diz estudo

Lisboa é a 1ª capital da UE no top e Porto tem também bons índices de hipster.

Lisboa é a 5ª cidade mais hipster graças a lojas como esta, no LX Factory (fotos de Frances Ellen via Flickr )

Uma tecnológica dedicada a mudanças, chamada MoveHub, decidiu criar um índice de hipster (esta palavra existe?), analisando um total de 446 cidades em todo o mundo à luz de cinco critérios para determinar a cidade mais hipster. Esses cinco critérios são o número de restaurantes vegan, coffee shops, estúdios de tatuagens, boutiques vintage e de lojas de disco por cada 100 mil habitantes. Lisboa aparece em 5º lugar na tabela global, mas é a cidade europeia mais hipster.

Analisando, combinando e pesando os cinco critérios, a equipa do MoveHub determinou um valor entre 0 e 10 para cada uma das 446 cidades de 20 países diferentes, permitindo esquematizá-las numa tabela. Brighton and Hove, no Reino Unido, é com 8,1632 pontos a cidade mais hipster do mundo. Segue-se Portland, Salt Lake City e Seattle, todas nos Estados Unidos. Lisboa surge em 5º lugar com 6,9437 pontos e é tecnicamente a primeira cidade europeia neste Hipster Index.

O MoveHub excluiu cidades com menos de 150 mil habitantes para prevenir dados inflaccionados e preservar a sua sanidade mental na recolha e análise dos dados. No total das 446 cidades, existem mais de 7 700 restaurantes vegan, 93 200 coffee shops, 14 500 estúdios de tatuagens, 15 500 boutiques vintage e 2 800 lojas de discos, cobrindo uma população de mais de 200 milhões de pessoas.

As cidades mais hipster do mundo

As lojas de discos e de vinis têm voltado em força nos últimos anos, como nota o MoveHub, com o Porto a aparecer em 5º lugar nesta categoria – com uma pontuação de 5,608, resultado das 14 lojas de discos identificadas na cidade Invicta, menos que Brighton, Bordeaux e Haarlem, que ocupam os três primeiros lugar nesta categoria. Já no que toca a boutiques vintage, Portugal é especialista. Lisboa e Porto têm um total de 78,022 e 68,501 pontos nesta classificação, respectivamente, dominando os primeiros lugares nesta tabela.

As lojas de discos por cada 100 mil pessoas

A equipa do MoveHub nota que é difícil para cidades grandes terem uma posição de destaque no Hipster Index, pois, apesar de terem bairros hipster bem conhecidos, essa vibe dilui-se na dimensão da metrópole. É por isso que não se vê Londres, Nova Iorque, Berlim ou outra cidade com mais de um milhão no top 40 do índice. Ainda assim, Paris, Los Angeles, Dallas, San Diego e Barcelona são as cidades que mais se aproximam do topo da tabela.

Para consultar os dados de uma forma interactiva podes ir até ao site do MoveHub e utilizar o rato para clicando sobre cada cidade perceberes os dados que se traduzem em cada uma das pontuações. Para além do aspecto simbólico do estudo — que pode servir de coolómetro — os dados recolhidos também podem contribuir para uma perspectiva sobre a economia das várias cidades.