Kendrick Lamar e Dr. Dre juntos em ‘The DAMN. Chronic’ com a benção de DJ Critical Hype

Kendrick Lamar e Dr. Dre são os protagonistas da nova mixtape de DJ Critical Hype.

Kendrick Lamar Dr. Dre

Kendrick Lamar e Dr. Dre. Protagonistas de diferentes épocas de ouro no Hip Hop e duas eternas lendas de Compton.

Quando, em 1992, Dr. Dre lançou o álbum The Chronic para as ruas, Kendrick tinha apenas 5 anos e o mundo ainda por conquistar. Dr. Dre, esse, elevava o gangsta rap a um nível de requinte na produção jamais visto no game.

Apesar do respeito entre ambos ser público e de Dr.Dre ter participado como produtor executivo no álbum Good Kid, M.A.A.D City, Kendrick Lamar nunca rimou num instrumental de Dr. Dre. Em 2018 uma colaboração entre ambos seria uma espécie de apogeu divino intemporal aka clássico instantâneo proveniente de Compton, com dois dos astros maiores do Hip Hop alinhados pela primeira vez.

Os ouvintes de rap mais sonhadores a par dos apaixonados por futebol têm como passatempo comum imaginar como seria se determinado jogador ou rapper tivesse nascido noutra época, culminando na questão fundamental — Será que triunfaria?

O exercício é giro e até pode dar conversa para uma boa tarde de café, porém na prática não costuma passar disso mesmo, a não ser que sejas produtor ou tenhas um amigo que o seja. Terá sido porventura essa necessidade de sonhar com misturas de sonoridades e artistas que possivelmente nunca colaborariam juntos que deu origem aos mashups. E, quando o assunto é mashups, please call DJ Critical Hype.

Depois de lançar Chance The Dropout, em 2016, em torno do trabalho de Chance The Rapper e Kanye West, o produtor apresenta a segunda mixtape focada neste propósito em específico, juntar artistas que têm muito em comum mas ainda não colaboraram no modo clássico — beatmaker + rapper.

“The Chance e Kanye têm muitos paralelos com o Kendrick e o Dr. Dre, então fazia sentido para dar seguimento”, “Ambos os pares vêm da mesma cidade e foram grande influência para os mais jovens no início das suas carreiras.”; “Kendrick tem tantos flows, vozes e estilos, e os beats de Dre são realmente incríveis, então achei que seria dope” — DJ Critical Hype em entrevista à Pigeons & Planes.

Desde “Bitch Don’t Kill My Vibe” no instrumental de “My Name Is” a “XXX” com o beat de “Lil Ghetto Boy”, a mixtape serve de bilhete para uma viagem seguramente intemporal por 23 faixas que não estavas à espera de ouvir.

A capa da mixtape é da autoria de Ian Klarer e resulta de uma mistura do visual dos discos The Chronic e DAMN.

Podes ouvir The DAMN. Chronic abaixo: