#whomademyclothes, um mini-filme notável sobre quem faz as nossas roupas

Vale muito a pena ver.

A forma como as roupas que compramos nas lojas são fabricadas tem dado origem a artigos, publicações em blogues e vídeos chocantes. Desta vez, surge-nos um vídeo no qual a mensagem é a mesma – chamar à atenção para esta questão socio-económica – mas a forma é uma arrojada coreografia num elegante e potente mini-filme.

Coreografado por Christopher Bordenave e realizado por MJ Delaney, o vídeo foi criado para a organização de moda sustentável Futerra, o objectivo foi “[criar] uma imagem bastante completa para cada personagem que se revela na coreografia, o cenário e o elenco”, explica MJ Delaney, realizadora britânica, à revista Dazed. “Tentámos manter tudo o mais específico possível quando se trata de mostrar a cadeia de produção e documentar os problemas que afectam esse estágio específico do progresso da peça.”

Numa situação de emergência social e ambiental, é preciso cada vez mais transparência em relação a toda a cadeia do processo de fabrico. #whomademyclothes é a hashtag novamente usada para a sensibilização dos consumidores, desafiando-os a vestir uma peça de roupa ao contrário e a perguntar às marcas quem fez a sua roupa.

O mini-filme, que surge cinco anos depois do colapso do Rana Plaza, o edifício comercial que continha fábricas de vestuário de várias marcas conhecidas, lembra-nos que “milhões de pessoas fazem as nossas roupas” e que “demasiadas vivem na pobreza, exploração ou perigo”, sendo que nós podemos mudar isso. O vídeo convida-nos a juntarmo-nos à Fashion Revolution, que decorre de 23 a 29 de Abril.