Site da Worten detectado a minerar criptomoedas no teu browser

Alerta foi dado no Reddit.

O caso não é novo. Em Janeiro deste ano, o site do Dinheiro Vivo, suplemento económico do grupo Global Media, terá sido hackeado com um script que punha o CPU dos computadores dos visitantes a minerar criptomoedas. Agora, uma situação semelhante afectou a loja online da Worten. Empresa disse ter resolvido a situação imediatamente.

O alerta foi, mais uma vez, dado pela comunidade portuguesa do Reddit e através das redes sociais da marca. O utilizador @gotchapt escreveu que detectou a mineração de criptomoedas ao aceder à secção de jogos na loja online da Worten, notando que o GPU e CPU do seu computador tinham começado a “acelerar”. Na verdade, a mineração de criptomoedas é um processo algo exigente que, ao decorrer num computador normal, torna-o imediatamente mais lento, dado que exige bastante da sua capacidade de processamento.

Worten a minar Monero nos vossos browsers from portugal

Outros utilizadores na discussão do Reddit disseram que o mesmo estava a acontecer nas suas máquinas. “Yup, o meu CPU chega a 98% nessa página”, partilhou, por exemplo, @MrMoustach3. “Eu fui à homepage da Worten e toma lá, CPU 100%. Evitem para já”, escreveu @PlexasAideron. Outros internautas referiram que não estavam a ser afectados por usarem bloqueadores de minings de criptomoedas nos seus browsers.

Screenshot partilhado pelo utilizador @gotchapt no Reddit

Numa nota enviada ao Observador, fonte oficial da Worten confirmou o problema, referindo que “a ocorrência no website worten.pt não configurou um ataque informático, mas um acesso não autorizado”. Acrescentou que “a situação foi imediatamente detectada e resolvida com celeridade, não tendo afetado nem os clientes nem a plataforma”.

A moeda que o site da Worten minerou através dos computadores dos visitantes esta terça-feira terá sido a Monero. A mineração significa a produção de novas moedas, ou seja, permite que o proprietário do script crie novos tokens de Monero sem gastar os seus próprios recursos, seja ao nível de processamento, seja a nível da energia eléctrica necessária para o funcionamento dos componentes do computador.