Os Sopranos estão de volta, desta vez no cinema

A informação está a ser avançada pela produtora New Line Cinema.

Sopranos filme

Não há data de estreia, nem actores confirmados, mas a legião de fãs de Os Sopranos não tem deixado a notícia passar despercebida.

A informação está a ser avançada pela produtora New Line Cinema, que confirma que será uma prequela daquilo que vimos acontecer na série televisiva, desta vez no grande ecrã. A produtora comprou o guião intitulado The Many Saints of Newark, do criador da série David Chase e do argumentista Laerence Konner.

Como em Os Sopranos, o argumento vai centrar-se na tensão entre italianos e afro-americanos e no evoluir das rivalidades teóricas que se tornaram práticas e mortíferas quando os gangsters de cada lado se envolveram; tendo como pano de fundo os tumultuosos anos de 1960 em Newark, Estados Unidos.

James Gandolfini, a estrela da série, morreu em 2013. Frank Vincent, que interpretou Phil Leotardo, morreu no ano passado. Edie Falco, Steven Van Zandt, Jamie-Lynn Sigler, Lorraine Bracco, Michael Imperioli, Dominic Chianese, Steve Schirripa e Tony Sirico são alguns dos outros nomes que compõem o elenco original, e a New Line Cinema quer que alguns desses personagens entrem no filme. Segundo o Deadline, é possível que reencontremos o pai de Tony Soprano, Giovanni “Johnny Boy”, o ex-chefe do gangue Soprano (interpretado na série por de Joseph Siravo), uma versão mais nova de sua esposa Livia (interpretada na primeira temporada da série por Nancy Marchand) e o tio de Tony, Júnior, interpretado por Chianese.

Chase já tinha levantado o pano sobre a possibilidade de uma prequela em Junho do ano passado, quando disse em entrevista à Entertainment Weekly que o formato era o único que poderia funcionar para uma nova abordagem da série: “Nunca poderia aceitar [um retorno da série], excepto numa prequela.”

Considerada uma das séries de televisão mais inovadoras de todos os tempos, contou com seis temporadas na HBO, de 1999 a 2007. Os inúmeros elogios incluem 21 prémios Emmy e cinco Globos de Ouro. E a fórmula de sucesso será, pelo menos em parte, reproduzida na adaptação ao cinema. Está previsto que David Chase seja o produtor e co-argumentista do filme. Nicole Lambert servirá como produtora executiva. “David é um contador de histórias magistral e nós, com nossos colegas da HBO, estamos entusiasmados por ter decidido revisitar e ampliar o universo Sopranos numa longa-metragem”, disse o presidente do grupo Warner Bros. Pictures, Toby Emmerich.

O último filme de Chase foi o drama de 2012 Not Fade Away, protagonizado por Gandolfini. Apesar de ter recebido boas críticas, foi um fracasso nas bilheteiras, tendo feito apenas 600 mil dólares, de um orçamento de 20 milhões.

(Nota: se não consegues esperar até que o filme seja lançado e precisas de outra maneira de apagar a tua sede de Sopranos, haverá um enorme encontro de Sopranos no próximo filme de John Gallagher, Sarah Q, que contará  com pelo menos cinco dos principais actores da série, incluindo Tony Sirico e Vincent Pastore.)