Em Abril, Lisboa vai andar a MIL com muita música

E nós temos 2 passes para te oferecer.

O MIL – que é, como quem diz, o Lisbon International Music Network – está de regresso à capital para mais três dias de música: 4, 5 e 6 de Abril. O evento, que pretende reunir profissionais da área, mas também meros amadores, apresenta um cartaz com mais de 60 artistas nacionais e internacionais e três dezenas de debates, masterclasses e oportunidades de formação.

A programação do MIL divide-se em dois: o Programa Profissional, reservado aos profissionais de todos os sectores da indústria musical – nacional e internacional –, e o Programa Artístico, que é aberto ao grande público e consolida a componente ao vivo do festival, cruzando artistas de línguas portuguesa e os seus homólogos internacionais.

O objectivo primário do MIL é precisamente este cruzamento, divulgando a música contemporânea em Portugal e potenciando a exportação do talento nacional para mercados internacionais. A 1ª edição contou com a presença de 332 delegados e profissionais de 15 países diferentes.

O Programa Artístico

O Programa Artístico do MIL vai decorrer em oito clubes e salas de espectáculo espalhadas pelo bairro do Cais do Sodré: B’Leza, Musicbox, Sabotage, Rive Rouge, Viking, Lounge, Tokyo e Europa. Um dos destaques desta 2ª edição foi o convite feito pela organização aos Boogarins (uma das mais proeminentes bandas da nova vaga de indie rock brasileiro) para, durante 10 dias, partilharem o estúdio com alguns artistas de relevo no panorama da música nacional: Paus, The Legendary Tigerman e Capitão Fausto.

O resultado desta experiência vai ser apresentado em formato big band num espectáculo inédito que abrirá o festival. Eis a restante programação:

  • 4 de Abril, a partir das 21h30: espectáculo de abertura – Boogarins convidam The Legendary Tigerman, Capitão Fausto e Paus
  • 5 de Abril, a partir das 19h00: Aleik Rein (PT), Best Youth (PT), Black Snake Moan (IT), Boogarins (BR), Candeleros (ES), Captain Casablanca (DK), Chapelier Fou (FR), Corine (FR), Diron Animal (AO), El Señor (PT), Ermo (PT), Hypersex by Moullinex (PT), Iguana Garcia (PT), Joon Moon (FR), Killimanjaro (PT), Le Motel (BE), Maurício Takara (BR), Mr. Gallini (PT), MOKRI (NO), Núria Graham (ES), Nerve (PT), O Gringo Sou Eu (BR/PT), Paraguaii (PT), Phoenician Drive (BE), PLINT (BR/AR), Ricardo Dias Gomes (BR), Sampladélicos (PT), Témé Tan (BE), The Legendary Tigerman (PT), The Poppers (PT), The Zephyr Bones (ES), Voicello (ES)
  • 6 de Abril, a partir das 19h00: Aeromoças e Tenistas Russas (BR), Banda B.Leza (CPV), Bruno Pernadas (PT), Cary or not Cary (BR), Chinaskee e os Camponeses (PT), Dark Times (NO), Elbi (FR), Fugly (PT), Futuro Pelo (FR), Galo Cant’Às Duas (PT), Gonçalo (PT), HHY & The Macumbas (PT), Jay Moreira (CPV), Joana Guerra (PT), Júlio Resende (PT), Keep Razors Sharp (PT), KO KO MO (FR), L. Teez & Aeon Seven (CAN), LaBaq (BR), Luís Severo (PT), Mighty Sands (PT),  Monday (PT), Naïve New Beaters (FR), Névoa (PT), Ops (BR), Passo Largo (BR), Process of Guilt (PT), Sean Riley (PT), Toft (NO), Whales (PT), When ‘Airy Met Fairy (LU/IS), Zulu Zulu (ES)

O Programa Profissional

O Programa Profissional, dirigido a estudantes e profissionais do sector da música, acontece no número 9 da Rua da Boavista, no número 6 da Rua das Gaivotas e no Pólo Cultural das Gaivotas, entre as 10 e 19 horas. Inclui três dezenas de apresentações, debates, conferêcnias e masterclasses, que prometem lançar a discussão e reflexão sobre os principais tópicos que afectam hoje os diferentes sectores da indústria musical. Este será, também, um espaço de oportunidade para agentes, artistas, promotores, jornalistas e críticos apresentarem o seu trabalho e estabelecerem contactos em reuniões e encontros de networking.

Estará presente o Liveurope, uma plataforma dedicada a promoção de artistas europeus emergentes, os festivais Bananada, SIM São Paulo, Tremor, Milhões de Festa, Bons Sons e Luc Fest, a editora brasileira Mais Um Discos, as promotoras de concertos Beirut Jam Sessions, Sofar Sounds Lisbon e da International Artist Organisation e a sociedade francesa de autores (SACEM), entre outras entidades. Allan Mcgowan, editor associado da IQ Magazine, é um dos ilustres convidados desta edição do MIL, à qual se irão juntar várias outras figuras proeminentes da cena musical internacional.

Existirá ainda um ciclo de cinema, que incluirá projeções de Tecla Tónica, filme sobre a evolução da música electrónica em Portugal, da autoria de Eduardo Morais, I Love My Label, de Rui Portulez, Time Will Burn, documentário de Otavio Sousa sobre a cena rock underground brasileira dos anos 90, e Sem Dentes: Banguela Records e a Turma de 94, registo de Ricardo Alexandre sobre a editora brasileira Banguela Records. Integram também este ciclo os Liveurope Chapters, de Ana Viotti, Carlota Caldeira e Joana Simões, que captam a passagem de artistas que integram o circuito europeu emergente pelo Musicbox.

Os extras

Nos dias 5 e 6 de Abril, o Lounge, Sabotage, Rive Rouge e o Musicbox recebem after-parties com uma programação que inclui nomes de destaque da noite lisboeta, tais como, as editoras Príncipe Discos, Tropical Twista Records, Lovers & Lollypops, Floresta Encantada, os colectivos Rádio Quântica e INTERA e os DJs TAPES, Telma, John-E e Switchdance. A festa de encerramento oficial do MIL terá lugar na Cerveja Musa no dia 7 de Abril, com a actuação de Cachupa Psicadélica.

A programação completa pode ser consultada em millisboa.com.

Passatempo Shifter + MIL

O passe que dá acesso aos concertos do MIL custa 25 euros; se quiseres também ir ao espectáculo de abertura, terás de desembolsar 35 euros. Já o passe completo, que dá acesso a toda a programação profissionais, está à venda por 60 euros.

O Shifter está a oferecer dois passes para os concertos do MIL (no valor de 25 euros, cada). Para ganhares um deles, só tens de nos dizer nos comentários à nossa publicação no Facebook sobre o MIL quais os artistas que mais queres ver. Iremos seleccionar aleatoriamente dois vencedores, que poderão aproveitar as noites de 5 e 6 de Abril.