Gato Fedorento vão lançar um arquivo no YouTube

Vai ser "uma arrecadação no YouTube", disse Ricardo Araújo Pereira.

Gato Fedorento Ricardo Araújo Pereira

José Diogo Quintela, Miguel Góis, Ricardo Araújo Pereira e Tiago Dores seguem hoje vidas separadas, mas durante mais de uma década foram os inseparáveis Gato Fedorento. Começaram a escrever num blogue em 2003 (que já não está online), escreveram para nomes grandes da comédia, saltaram para a SIC Radical para fazer sketches humorísticos, fizeram várias séries de humor entre a SIC, a RTP e TVI e, antes de fecharem o ciclo, associaram-se ao lançamento da operadora de televisão MEO.

Pelo meio, ainda lançaram DVDs, fizeram espetáculos ao vivo e editaram um livro com grande parte das publicações do blogue original. Hoje os Gato Fedorento residem na memória colectiva de todos nós e, em breve, vão ter lugar num canal de YouTube. Não será um canal com novo conteúdo, mas antes um arquivo de todos os sketches feitos anteriormente.

Apesar de ser possível encontrar o trabalho dos Gato Fedorento em canais não oficiais no YouTube, a ideia é agora “juntar todos os sketches que fizemos ao longo dos anos” no mesmo sítio, “que é para ser mais fácil as pessoas verem”, revelou José Diogo Quintela durante os Thumb Media Play Awards, uma gala de prémios que decorreu este domingo à noite, para celebrar e destacar o melhor do YouTube português. “Não é bem um canal, é uma arrecadação no YouTube”, acrescentou Ricardo Araújo Pereira.

Dos quatro Gato Fedorento, só Ricardo Araújo Pereira prosseguiu carreira de humor. José Diogo Quintela está hoje associado à cadeia de pastelarias A Padaria Portuguesa e protagoniza umarecente campanha da MultiOpticas, Miguel Góis e Tiago Dores prosseguiram carreiras fora dos holofotes públicos. Não é o regresso esperado, mas é o regresso possível de um grupo incontornável do humor em Portugal.

Actualização a 26/04/2018: canal de YouTube já está disponível em https://www.youtube.com/gatofedorento.