Onde está o Tesla Roadster de Elon Musk? Acompanha-o neste site

À data em que escrevemos este artigo, o Tesla Roadster de Elon Musk já estava a mais de 3 milhões quilómetros da Terra.

Tesla

O foguetão descolou levando consigo um carro cuidadosamente preparado para a missão espacial (e mediática) de se tornar o primeiro em órbita. Um Tesla Roadster vermelho, com um astronauta perfeitamente equipado e banda sonora a condizer com a subida, tornaram-se dois elementos novos na história da astronomia, num acontecimento que não se podia esgotar no próprio dia.

É por esse motivo que Ben Pearson, um especialista em astronomia e amante de satélites, criou o WhereIsRoadster.com, um site que, cruzando informações baseadas em dados fornecidos pela NASA, pelo programa JPL, e os seus cálculos de simulação, determina a posição do Tesla Roadster, acompanhando-o na sua jornada pelo Espaço.

Em WhereIsRoadster.com podemos ver a evolução em tempo real da quilometragem concluída pelo veículo eléctrico, mas não só. Para tornar a experiência mais interessante, Pearson juntou alguns dados curiosos. Como por exemplo, o número de vezes que este Tesla Roadster já expirou a sua garantia por passar o limite dos 57 mil quilómetros (36 mil milhas) ou a velocidade média do veículo — 32 km/s.

À data em que escrevemos este artigo, o carro de Musk já estava a 3 mil milhões quilómetros da Terra, mais precisamente a 3 435 167 km. Recorde-se que a ideia era deixar o Tesla Roadster na órbita de Marte, mas o lançamento acabou por ser demasiado potente.

Noutra das secções do site, Ben Pearson faz ainda uma lista dos pontos alto da vida do carro, prevendo as suas passagens da proximidade de outros corpos celestes até 2020 — embora o carro se possa desintegrar totalmente antes.

Entrevistado pelo The Verge, o engenheiro amante do Espaço confessou que esta sua paixão já dura desde o terceiro ano de escolaridade, adiantando ainda que é fã de Musk e das loucuras em que este se mete.

Quando ao retorno do eléctrico à Terra, Pearson calcula que a primeira passagem nas imediações possa ser já em 2019, mas que, se o Tesla Roadster sobreviver em 2091, fará a órbita mais próxima do nosso planeta.