Parpe: queres lucrar com o teu carro ou ter um carro novo todos os anos?

Uma espécie de “Airbnb automóvel”.

Foto via Unsplash/Shifter

Nasceu do Brasil e expandiu-se para Portugal no final de 2017. A Parpe é uma plataforma online onde podes rentabilizar o teu carro quando não precisas dele, alugando-o a outras pessoas. Pensa na Parpe como uma espécie de “Airbnb automóvel”.

Tal como o Airbnb, podes utilizar a Parpe de duas formas: quer para colocares o teu carro a alugar, quer para alugares o carro de uma pessoa. A Parpe insere-se na nova economia de partilha e, para a empresa, Portugal é o primeiro mercado internacional onde decidiu apostar, antes de expandir para o resto da Europa. No Brasil, são lideres em todos os estados e contam, em menos de um ano com uma rede de 11 mil utilizadores regulares e mais de 2 mil carros activos – números que estão a aumentar.

Carros alugados mais baratos

Para colocares o teu carro na Parpe, tens de ter mais de 21 anos e carta de condução válida há mais de dois anos. O veículo tem de ter menos de 15 anos e de 200 mil quilómetros, e um valor comercial inferior a 75 mil euros. És tu, enquanto proprietário do automóvel, quem estipula o preço da viatura, tendo sempre uma sugestão da Parpe sustentada num algoritmo de recomendação, com base na oferta e na procura.

Existem três categorias disponíveis: “Carros Utilitários”, “Carros Funcionais” e “Carros Especiais e Clássicos”. Antes de a tua viatura aparecer online, a Parpe faz uma validação final da tua oferta. A empresa leva uma comissão de 20%.

No final de cada aluguer, os utilizadores e os proprietários podem avaliar-se mutuamente. Uma das principais vantagens de recorrer à Parpe para alugar um carro em vez de uma Hertz ou Avis é o preço, que pode ser 30-40% mais baixo em alguns casos.

Não só carros, mas também motas, barcos e bicicletas

Para já, a Parpe serve apenas para automóveis, mas os planos da empresa passam por alargar o mesmo sistema de partilha a outros meios de transporte, como motas, barcos e até bicicletas. À semelhança dos carros, a vantagem para os proprietários é poderem rentabilizar esses veículos, em vez de os manterem parados na rua, na garagem ou na doca. A plataforma foi desenvolvida não só para responder a uma geração que privilegia o acesso aos bens partilhados em detrimento da posse, como também a uma economia mais estimulada pelo empreendedorismo individual, em contexto de economia de partilha.

Em Portugal, as operações da Parpe são comandada por Fábio Alves, que acredita que “a mobilidade pode ser descentralizada”. “Acreditamos que este fator vai permitir à Parpe não só promover a economia local, proporcionando um rendimento extra ao dono do carro, como trazer outros benefícios, promovendo, por exemplo, o prolongamento do tempo de um turista no interior do país”, refere em comunicado.

Alugar um carro sem pagar nada

Já no início deste 2018, a Parpe lançou um novo serviço em parceria com a LeasePlan, que te permite alugar um carro a longo prazo (com um renting de apenas um ano) e depois sub-alugar esse carro nos tempos em que não usas.

Foto via Unsplash

Porque é que este modelo de “Rent&Share” pode ser-te útil? Imagina que não tens dinheiro para comprar um carro e decides alugar um, mas só precisas dele durante o fim-de-semana pois nos dias úteis usas o transporte público. Podes inscrever esse automóvel na plataforma da Parpe e alugá-lo nos dias em que não precisas dele, recuperando assim parte, ou mesmo a totalidade, do valor que deste pelo aluguer.

O serviço “Rent&Share” da Parpe, em parceria com a LeasePlan, está disponível apenas para um Fiat 500, que, sendo alugado, pelo menos, dois dias por mês fica a 199 euros/mês. É quase como ter um carro novo todos os anos.

A Parpe também tem um serviço de renting convencional, com opções de novos e semi-novos, que não implicam a partilha. A principal vantagem desta modalidade é poderes ter um carro sem te preocupares com a manutenção, seguro e impostos. Estão disponíveis desde um Opel Corsa a um Volkswagen Passat, variando a mensalidade entre os 269 e os 409 euros.

[conteúdo patrocinado]