Não parece mas estes óculos da Intel enviam imagens para os teus olhos

Com os Intel Vaunt, poderás ver se um amigo faz anos ou as notificações do teu telemóvel no teu olho.

Intel Vaunt
Foto via The Verge

São óculos inteligentes, mas ao contrário dos Google Glass ou dos Spectacles, por exemplo, passam por óculos normais. Os Vaunt estão a ser desenvolvidos pela Intel e a publicação The Verge teve acesso exclusivo aos mesmos, relatando a sua experiência nesta extensa reportagem e num vídeo de experimentação.

“As partes mais importantes dos novos óculos inteligentes Vaunt da Intel são as peças que ficaram de fora”, escreve o The Verge. O site de tecnologia diz que não existem botões ou área táctil nestes óculos, nem uma câmara “para assustar as pessoas”. Também não há colunas, não há microfone (“por agora”) e não há um ecrã LCD à frente dos olhos. Em vez disso, a informação é projectada na tua retina através de um laser – que podem ser de prescrição ou não.

Os Vaunt contam com uma armação simples em plástico que pesa menos de 50 gramas – mais ou menos o mesmo que os Spectacles, da empresa do Snapchat. No interior, os óculos contam com um processador, acelerómetro, chip Bluetooth, bússola e laser de baixa energia.

Foto via The Verge

Este laser emite uma imagem vermelha e monocromática para o teu olho, com uma resolução de 400 x 150 pixels. Essa imagem pode avisar-te de que um amigo faz anos, mostrar-te notificações do teu telemóvel ou ainda receitas, caso os óculos detectem que estás na cozinha. Como o laser emite luz directamente para a tua retina, a imagem aparece-te sempre focada.

A primeira geração do Vaunt poderá ser controlada através de gestos discretos, como um acenar da cabeça, mas no futuro a tecnológica não descarta a introdução de um microfone para controlo do equipamento por voz, através de um assistente pessoal como a Alexa ou a Siri.

Foto via The Verge

A Intel não detalhou a sua estratégia de mercado para o Vaunt, mas poderá passar por parcerias com fabricantes. Ou seja, a Intel fornece a tecnologia e outras empresas dão-lhe um corpo físico. Programadores poderão começar a desenvolver produtos para os Vaunt, através de SDK, aquando do lançamento da primeira geração.