Dois amigos criaram um jogo Android para adivinhar o preço certo no OLX

É uma espécie de "Preço Certo" com os anúncios do OLX.

O Preço Certo, nos finais de tarde da RTP 1, é de longe um dos programas mais bem sucedidos do canal e um ícone da televisão portuguesa. Trata-se de um concurso, composto por vários jogos e desafios, em que o objectivo é sempre o mesmo e bem conhecido de todos: adivinhar o preço certo de produtos.

Ora advinhar preços é exactamente a premissa de O Preço X, um jogo para smartphones Android desenvolvido por dois amigos e que está em destaque, com mais de 240 upvotes, no subreddit português. “Já há algum tempo que tenho um fascínio pelas coisas que as pessoas vendem no OLX, a maneira como escrevem os anúncios e os preços ridículos que são pedidos”, escreveu o utilizador @Pipas_.

Uma vez instalada a aplicação, não tens de fazer qualquer registo – apenas jogar. Tens um modo de jogo individual e outro com amigos, sendo que, para funcionar, têm de estar todos ligados à mesma rede Wi-Fi. Se optares pelo modo individual, só tens de escolher se queres um jogo curto, normal ou longo (isto é, com 5, 10 ou 20 questões) e as categorias de produtos – tens animais, veículos, desporto, lazer, imóveis, tecnologia, entre outras.

O jogo vai, de seguida, mostrar-te anúncios do OLX aleatórios das categorias que escolheste e, para cada um deles, é te pedido que adivinhes o preço. Caso acertes em cheio, ganhas 50 pontos; caso dês um valor próximo recebes alguns pontos. No final, podes verificar a tua pontuação. Se algum dos anúncios do OLX que te aparecerem te agradar, podes sempre guardá-lo no O Preço X para ver mais tarde.

A opção multijogador está ainda em fase experimental – funciona mas podem existir bugs. O que acontece é que crias uma sala online, na qual outras pessoas na mesma rede Wi-Fi que tu podem entrar para jogarem em conjunto. Como o jogo não pode registo, a tua identificação é feita através do teu perfil do Google Play Games.

O jogo foi desenvolvido por Paulo Correia e Nuno Neto, com a ajuda da Inês Costa no design. Os créditos alargam-se na forma de agradecimento a António Carreiro, Diogo Morgado, Francisca Pessanha, Gonçalo Soares e Marta Fróis.

Previous Chloe Kim: medalha de ouro aos 17 anos, entre o “sonho americano” e a Coreia do Sul
Next O som de Aleyska é uma mistura para nos lembrar o Verão