Inaugurada a primeira fábrica de telemóveis em Portugal

A empresa portuguesa de telemóveis Iki Mobile inaugurou, esta terça-feira em Coruche, a sua primeira fábrica. É a primeira unidade fabril de telemóveis em Portugal.

Iki Mobile Portugal
O Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, na inauguração da unidade fabril da Iki Mobile (DR)

A Iki Mobile apresentou-se ao mercado em 2015. Uma empresa portuguesa que se estreou no mundo dos telemóveis básicos antes de se aventurar no dos smartphones e de lançar aquele que considera ser o seu grande produto: um smartphone de cortiça. Três anos depois, a Iki Mobile está a inaugurar a sua primeira fábrica de telemóveis. É também a primeira fábrica de telemóveis de Portugal e, segundo a Iki Mobile, da Península Ibérica.

Localizada em Coruche, na Zona Industrial do Monte da Barca, a fábrica resulta de um investimento de cerca de 1,6 milhões de euros de capitais próprios e criará, numa primeira fase,
36 postos de trabalho, número que irá aumentar numa segunda fase com previsão de criação de 100 postos de trabalho directos e 300 indirectos.

Esta unidade terá uma capacidade de produção de aproximadamente 100 mil telemóveis por mês e dará à Iki Mobile a autonomia necessária para crescer sem depender de terceiros e, desta forma, descentralizar a produção nos países asiáticos. Com uma área de produção de 1400 metros quadrados (que irá ser posteriormente ampliada com mais 700), a fábrica terá também a possibilidade de produzir telemóveis de marca branca a pedido dos operadores dos telecomunicações, assim como terá capacidade para produzir 12 mil moldes de plástico por dia, através da sua linha de injecção.

A fábrica terá igualmente áreas de pintura e acabamentos de equipamentos/moldes, testes de qualidade e resistência, departamento de software, assemblagem e produção, laboratório de cortiça e aplicação, embalamento, assim como uma sala polivalente para formação e apresentações, incluindo gabinetes de direcção, desenvolvimento de novos produtos, área técnica de desenvolvimento de design técnico e de software e logística. A área administrativa é de 700 metros quadrados.

O Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, na inauguração da unidade fabril da Iki Mobile (DR)

A inauguração da fábrica da Iki Mobile contou com a presença do Ministro da Economia. “A Iki Mobile é uma empresa portuguesa que se afirma há já alguns anos e que agora confirma a produção de telemóveis em Portugal que se diferenciam quer pelo design, quer pela forma como são construídos, assim como pela integração de novos materiais cuja identidade portuguesa está patente”, afirmou Manuel Caldeira Cabral durante a visita. “As empresas nacionais estão com mais confiança, estão a investir, a crescer e a criar empregos.”

“O país, devido ao seu notório desenvolvimento económico pós-crise, deu-nos condições de produção no nosso território, o que nos dá bastantes vantagens que vão desde a localização à confiança do consumidor num produto europeu. Ambicionamos ser a marca europeia de telemóveis, sublinhou Tito Cardoso, que dirige a Iki Mobile.

Recentemente, a Iki Mobile celebrou vários acordos de distribuição. Neste momento, a empresa tem uma exportação de 95% dos equipamentos, sendo uma das marcas mais vendidas em Angola e Timor-Leste. Em 2017, a Iki Mobile vendeu cerca de 400 mil telemóveis.