Quando está mais frio na Europa do que no Pólo Norte

O degelo da região e a consequente subida do nível da água dos Oceanos já não é novidade para ninguém, mas o que se verificou este mês é.

Foto via Unsplash

A temperatura no Árctico sobe mais que o dobro da média do resto do mundo. O degelo da região e a consequente subida do nível da água dos Oceanos já não é novidade para ninguém, mas o que se verificou este mês é: fez mais frio na Europa do que no Pólo Norte.

O nosso principal vórtice polar existe na estratosfera, camada da atmosfera onde o clima acontece. Aquecimentos súbitos da estratosfera acontecem quando grandes correntes atmosféricas enviam energia para cima, dando origem a um processo complexo que resulta na divisão temporária do vórtice polar.

Na primeira metade de Fevereiro, um aquecimento súbito da estratosfera por cima do Ártico fez com que o vórtice polar se dividisse em dois, sendo que uma metade acabou no Canadá e no Oeste dos Estados Unidos, enquanto que a outra veio para a Euroásia. O Ártico ficou, então, exposto a sistemas meteorológicos de ar brando e invulgarmente húmido, vindos tanto do lado do Atlântico como do lado do Pacífico, fazendo assim com que partes da Europa estejam mais frias que o Polo Norte.

Este é o ponto da situação pelo mundo:

Mar de Bering

O Mar de Bering é o mar entre a Sibéria e o Alasca, onde, nesta altura do ano, uma barreira de gelo costuma proteger as comunidades das grandes marés altas de Inverno. No dia 20, a ilha de Little Diomede (Alasca), no centro do estreito de Bering, foi atingida por uma habitual tempestade de Inverno, mas sem o gelo a costa e a vila foram expostas à força do mar.

Diomede, AK

Publicado por Bayapuna Soolook em Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018

Segundo os comentários a um vídeo do sucedido partilhado no Facebook, a ilha esteve sem electricidade até ao início da noite e, mesmo depois disso, os residentes não conseguiam fazer chamadas telefónicas. Dizem os internautas também que é a primeira vez que em Fevereiro o mar não está congelado, altura em que normalmente atinge o seu máximo de espessura e extensão.

A animação em baixo mostra o recuo do gelo este mês na região:

Estação meteorológica de Cape Morris Jesup

No ponto mais a norte da Gronelândia, a cerca de 640 km do Polo Norte, onde em Fevereiro a luz solar nem chega ao solo, nos últimos anos tem vindo a ser “normal” a estação meteorológica registar temperaturas acima de 0 ºC.

Só este mês isso aconteceu em nove dias diferentes, mas foi no dia 25 de Fevereiro a primeira vez que a temperatura positiva durou quase 24 horas. Não foi o dia mais quente de Fevereiro de que há registo, mas foi aquele em que a temperatura se manteve positiva durante mais tempo.

O gráfico seguinte mostra a média anual das temperaturas na região do Ártico entre 1958 e 2002 (a azul), comparativamente com a média que tem vindo a ser registada este ano (a vermelho).

Gráfico via Zachary Michael Labe

Euroásia

Com uma metade do vórtice polar a apanhar os dois continentes, seminaristas do Vaticano aproveitaram a neve que caiu em Roma para uma batalha de bolas de neve na Praça de São Pedro.

Os ventos, que estão a ser chamados de “A Besta do Oriente”, transportaram as temperaturas frígidas da Rússia e da Escandinávia para o oeste. As temperaturas andam entre os -8 e -4 ºC um pouco por toda a Itália, sendo que a média máxima de Roma em Fevereiro é de 13 ºC e a mínima de 3,5 ºC.

No Reino Unido, as temperaturas mínimas registaram -15 ºC; espera-se ainda que o frio chegue a Espanha e que neve em Barcelona. Em Córsega, ilha francesa no Mediterrâneo, a neve atingiu dez centímetros esta Segunda-Feira. A imagem em baixo ilustra a previsão da anomalia de temperatura de hoje, dia 27 de Fevereiro:

Gráfico via Weatherbell Analytics

Estados Unidos

Enquanto que a costa Leste está a passar por uma espécie de “degelo primaveril”, com temperaturas de 20 ºC em Washington, D.C. e Nova Iorque (cidades que atingiram recordes de frio no início do Inverno), do outro lado do país, a costa Noroeste e o oeste do Canadá esperam queda de neve acima da média nas próximas semanas.

Esta imagem é das temperaturas médias do dia 26 de Fevereiro, onde pode ver-se a mancha vermelha de calor sobre a região do Ártico e a costa Leste da América do Norte, bem como a mancha azul de frio polar principalmente sobre a Euroásia.

Gráfico via Climate Reanalyzer