A app que vai permitir andar nos transportes de Lisboa está, finalmente, a chegar

A app Viva Mobile tinha sido anunciada em 2016. Dois anos depois, está em fase de piloto interno.

app Viva Mobile Lisboa

Tinha sido prometida para 2016, mas só voltámos a ouvir falar dela agora, dois anos depois. A Otlis, empresa responsável pelo sistema de bilhética em Lisboa (o Viva), vai lançar em conjunto com a Link Consulting e a Samsung uma aplicação que te permitirá pagar os transportes públicos na cidade de Lisboa com o telemóvel.

A Viva Mobile, como se chamará a app, vai funcionar nos autocarros da Carris, nos comboios da CP e Fertagus, nos barcos da Soflusa e Transtejo, e no Metro Sul do Tejo, que opera em Almada. A aplicação estará disponível para equipamentos Android e terá integração com o relógio Gear S3, da Samsung.

Para utilizar o Viva Mobile, bastará encostar o smartphone ou o Gear S3 ao validador dos operadores aderentes, como fazes com o cartão, e entrar. A app está agora numa fase de piloto interno em ambiente produtivo e com pagamentos reais, devendo ser lançada para o público em breve.

O atraso de dois anos no arranque do projecto é justificado pela Otlis por terem sido “necessárias algumas adaptações aos sistemas dos operadores de transportes, que em alguns casos não estavam aptos para suportar o uso desta tecnologia”, e também pela reestruturação de todo o sistema central de bilhética dos transportes de Lisboa, que acabou por ser prioritária de desenvolver”, conforme referiu à revista Marketeer.

No comunicado, onde é anunciado o piloto interno, não é avançada qualquer data para a chegada do Viva Mobile ao mercado, mas tal deverá acontecer ainda este ano. O Viva Mobile não é o único sistema móvel de transportes que foi anunciado para Lisboa e que ficou em “águas de bacalhau”. Em 2017, a Via Verde revelou o Via Verde Transportes, um app que deveria ter entrado em funcionado até ao final daquele ano na Carris, Metro de Lisboa e Soflusa/Transtejo.

Entretanto, no Porto, é preparado o lançamento do Anda, uma solução móvel que unirá o Metro do Porto, a rede urbana da CP e os autocarros da SCTP já a partir de Abril.