Samsung quer colocar inteligência artificial em tudo até 2020

Televisões e frigoríficos serão os primeiros electromésticos a ganhar inteligência com introdução do Bixby.

Bixby Samsung

Electrodomésticos ligados à internet não são novidade – no futuro, à medida que formos (re)equipando as nossas casas, todos os frigoríficos, máquinas de lavar loiça ou aspiradores vão estar conectados entre si e poderão ser controlados à distância, através dos nossos smartphones. É a chamada Internet das Coisas – uma aposta de fabricantes como a Samsung. Mas, para a tecnológica sul-coreana, o seu trabalho “não fica feito” com a introdução da internet nos electrodomésticos. É preciso introduzir também a inteligência artificial e o seu Bixby.

Aproveitando a CES 2018, que está a decorrer em Las Vegas, a Samsung anunciou novidades no que diz respeito à Internet das Coisas e garantiu que até 2020 todos os seus produtos não só estarão conectados à rede como terão inteligência artificial. Será o nascer de uma casa verdadeiramente inteligente, trazendo para os electromésticos muita da tecnologia disponível e do conhecimento adquirido com os smartphones.

As novas Samsung Smart TV terão, a partir deste ano, o Bixby, o assistente pessoal e inteligente que a fabricante sul-coreana introduziu pela primeira vez nos smartphones, nomeadamente no Galaxy S8 e no Galaxy Note 8. Com o Bixby na televisão, será mais fácil aceder às aplicações, pesquisar filmes ou ver as nossas fotos no grande ecrã – bastando utilizar comandos de voz simples. Também os frigoríficos Family Hub vão receber o Bixby – estes serão capazes de reconhecer as vozes individuais dos vários membros da família e fornecer informações personalizadas, tais como actualizações/notícias, meteorologia e eventos marcados no calendário.

As novas televisões e frigoríficos inteligentes da Samsung estarão ligados a uma nuvem universal – chamada Samsung SmartThings Cloud –, que permitirá aos consumidores ter um único local com todas as suas informações. Assim, poderão ter todos os seus electrodomésticos conectados entre si, monitorizando-os em qualquer lugar e a partir de qualquer dispositivo. Por exemplo, poderão gerir a sua casa a partir do carro e vice-versa.

Este controlo poderá também ser feito a partir do telemóvel – a nova aplicação SmartThings será disponibilizada na Primavera e irá combinar os diversos sistemas actualmente disponíveis para gestão dos equipamentos (Samsung Connect, Samsung Smart Home e Samsung Smart View), oferecendo aos consumidores uma experiência mais simples, integrada e centralizada.

Para que a maior conectividade não leve a uma maior insegurança, a Samsung vai incorporar a tecnologia Samsung Knox – também disponível nos seus smartphones – nestes novos equipamentos conectados. O Knox inclui um sistema de segurança de hardware e actualizações constantes de firmware, para ajudar a garantir que os dispositivos estão devidamente protegidos.

A visão da Samsung relativamente à Internet das Coisas passa por uma plataforma aberta, consistente e inteligente, e não um ecossistema fragmentado e complexo. Com vista a tornar a Internet das Coisas (IoT) mais acessível e a reduzir a fragmentação, a Samsung está a trabalhar actualmente com parceiros como o Open Connectivity Forum (OCF) para criar standards de indústria comuns. Paralelamente, a Samsung investiu, em 2017, mais de 14 mil milhões dólares em pesquisa e desenvolvimento neste segmento.

Foi criado ainda um novo Centro de Inteligência Artificial, como parte integrante da sua nova unidade consolidada de investigação da fabricante – o Samsung Research. Este centro inclui quatro laboratórios no Canadá, Reino Unido e Rússia, e tem como objectivo desenvolver a tecnologia de inteligência artificial, com recurso também a fusões e aquisições nesta área.

Outro investimento importante da Samsung está a dar-se nas redes 5G, que oferecem uma ligação 100 vezes mais rápida que a actual conexão 4G/LTE. Com o 5G, será possível fazer o download e upload de dados ainda mais rapidamente, o que tornará mais imediata controlar a nossa casa ou carro à distância.

Previous Kodak está a lançar uma criptomoeda para dar poder aos fotógrafos
Next Joey Bada$$ confirmado no Sumol Summer Fest 2018