O cartão da escola vai dar para andar de autocarro e metro em Lisboa

Um único cartão para entrar na escola, no metro ou também para ir ao teatro. É esta a intenção de Ricardo Robles.

metropolitano de Lisboa

Para já, será um projecto-piloto que avançará em dois agrupamentos escolares da cidade de Lisboa na altura da Páscoa, mas a intenção da autarquia é alargá-lo a todas as escolas básicas da capital. Se tudo correr como planeado, no futuro, os estudantes mais jovens poderão andar de autocarro e de metro apenas com o cartão da escola.

Em Lisboa, a Carris e o Metro de Lisboa são já gratuitos para crianças até aos 12 anos, mas elas precisam de um cartão próprio para entrar num autocarro ou abrir as cancelas do metropolitano. Mas, a partir de Setembro, a Câmara Municipal prevê que os alunos do 1º Ciclo possam usar o cartão escolar nos transportes públicos, independentemente de terem acesso gratuito ou não aos mesmos.

A ideia é que “seja universal nas escolas básicas a existência de um cartão escolar que permite não só identificar o aluno na escola, mas aceder aos transportes públicos de Lisboa, avançou Ricardo Robles, vereador da Educação e dos Direitos Sociais, à agência Lusa. O piloto arrancará na Páscoa em dois agrupamentos “que ainda não estão escolhidos”, acrescenta o mesmo responsável.

“Em Setembro de 2018 queremos implementá-los em todos os alunos do primeiro ciclo e em Setembro de 2019 queremos alargar depois aos ciclos seguintes, referiu Ricardo Robles, esclarecendo que os alunos mais velhos (isto é, com mais de 12 anos) poderão também beneficiar da gratuitidade dos transportes.

O vereador eleitor pelo Bloco de Esquerda refere que o cartão escolar para aceder aos transportes públicos pode ser útil para os estudantes viajarem nos transportes públicos para actividades escolares fora das escolas, deixando de ser necessário que os alunos se façam acompanhar de títulos de viagem já carregados ou dos seus passes nesses momentos.

Ricardo Robles está a calcular o impacto financeiro desta medida com o vereador da Mobilidade e adiantou que o mesmo cartão poderá dar acesso gratuito aos equipamentos culturais da EGEAC, como museus ou teatros.

Foto via Flickr