Semáforos vão ficar verde para os autocarros atrasados passarem

Uma solução para melhorar a pontualidade da Carris, uma das principais queixas de quem usa este meio de transporte.

Para evitar atrasos nos autocarros da Carris, que circulam em faixas BUS e não só, a Câmara Municipal de Lisboa anunciou um teste-piloto na Avenida da República, que será depois alargado a outros pontos da cidade: autocarros da Carris vão ter semáforo verde para recuperarem atrasos ou, mesmo, evitarem atrasos.

Segundo o Diário de Notícias, o teste-piloto será lançado no mês de Fevereiro no chamado eixo central, entre Entrecampos e o Marquês de Pombal. Ou seja, tanto na Avenida da República como na Avenida Fontes Pereira de Melo, os semáforos serão capazes de reconhecer, através de sensores, se um autocarro está atrasado relativamente ao seu horário e, se for esse o caso, vão mudar para verde, de modo a que o transporte não perca velocidade e possa recuperar o tempo perdido.

Todo este processo acontecerá em articulação com o Gertrudes, o sistema de gestão e controlo de tráfego que monitoriza em tempo real a circulação nas estradas da capital e garante a sincronização entre os semáforos.

Com esta solução, a Câmara, que desde 2017 gere a Carris, pretende dar resposta à necessidades e queixas das pessoas que diariamente usam a Carris, exigindo mais pontualidade e regularidade dos autocarros. Mas a medida pode também ser um incentivo à utilização do transporte público.

Para melhorar a circulação dos autocarros na cidade, a autarquia vai instalar mais corredores BUS na cidade e promete mais fiscalização destas faixas. Desde Novembro do ano passado, Carris, Polícia Municipal e câmaras de acompanhamento de tráfego passaram a resolver, em conjunto, situações em que carros impedem a circulação nas vias BUS.

Quanto ao sistema de semáforos, deverá ser implementado na Estrada de Benfica depois do teste no eixo central. Aqui e noutras localizações, os semáforos vão não só ficar verde para autocarros atrasados mas para todos os autocarros.