O Google Translate está à toa

O melhor é não confiares nas traduções de português para espanhol.

Já experimentaste traduzir alguma coisa de português para espanhol hoje no Google Translate? Bem, é melhor não tentares. Alguém terá conseguido aldrabar as traduções do serviço da Google, e agora podes ter frases como “sou português e vivo em Lisboa” transformadas em “busco una mujer que le guste el sexo”.

Esta falha, se assim se pode chamar, foi descoberta pelo Reddit. Os utilizadores daquele fórum sugerem que as traduções terão sido alteradas por um ou mais cibernautas, através da opção do Google Translate de sugerir melhores traduções para determinadas expressões. Um simples hack, que até pode passar despercebido, mas que pode condicionar o mundo inteiro.

Para experimentares, só tens de ir ao Google Translate no computador ou através da app móvel. Estas são algumas das expressões que detectámos:

  • “sou português e vivo em Lisboa” > “busco una mujer que le guste el sexo”
  • “Sou português e vivo em Lisboa” > “Soy un chico y vivo en Madrid” (a diferença é o “S” maiúsculo)
  • “sou português e vivo com cães” > “soy una persona que me gusta mucho”
  • “Portugal ganhou a Eurovisão” > “España ganó la Eurovisión”

Em algumas traduções, a palavra “Lisboa” é traduzida para “Madrid” e “Portugal” para “España”.

Fonte oficial da Google em Portugal esclareceu que “o Google Translate é um tradutor automático – funciona sem a intervenção de tradutores humanos, utilizando, em vez disso, tecnologia de ponta”. De acordo com a tecnológica, quando o Google Translate gera uma tradução, procura padrões em centenas de milhões de documentos para ajudar a decidir sobre qual a melhor tradução para o utilizador. Uma vez que as traduções são geradas por máquinas, nem a toda tradução será perfeita e, por vezes, pode haver erros ou falsas traduções”. A empresa lembra que os utilizadores que detectem traduções incorrectas ou inapropriadas “podem e devem denunciar o problema”, que serão analisadas pela equipa do Google Translate “o mais rapidamente possível”.

Artigo actualizado às 10h40 de 14 de Dezembro, com declaração da Google.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt