Fumou erva no Reino Unido e acabou preso no Dubai

Devido à tolerância zero dos Emirados Árabes Unidos em relação ao uso de drogas, a presença de cannabis na corrente sanguínea é classificada como posse.

Connor Clements, um jovem de 24 anos, de Everton, Liverpool, enfrenta dois anos de prisão no Dubai depois de acusar positivo num teste referente ao uso de cannabis. Connor tinha acabado de iniciar o seu novo emprego nos Emirados Árabes Unidos, como empregado de mesa.

Devido à tolerância zero dos Emirados Árabes Unidos em relação ao uso de drogas, a presença de cannabis na corrente sanguínea é classificada como posse. Connor insiste que nunca fumou cannabis no Dubai, afirmando que de facto fumava a droga no Reino Unido, antes de viajar para Dubai, onde acabou condenado a dois anos de prisão, segundo relata o The Liverpool Echo. “Eu vim aqui para parar tudo. Era uma hipótese para eu mudar minha vida. Mas não foi nada além de um pesadelo.”

Após a prisão, Connor encontra-se a dormir no chão, numa cela de prisão partilhada com outros 24 reclusos, que não falam sequer inglês. Depois de passar várias semanas na prisão, Connor foi impedido de uma audiência de recurso, que acontecerá antes do Natal.