Hyvää syntymäpäivää pelos 100 anos para a Finlândia!

Que venham mais 100!

Eles chamam-se a eles próprios “Suomi”, nós chamamos-lhes Finlândia. Os nossos amigos do norte completam 100 anos de independência no dia 6 de Dezembro de 2017 e todo o mundo está a desejar-lhes um feliz aniversário.

Os estereótipos passam por tudo isto: 1000 lagos, auroras boreais, Nokia, o top da educação, pilotos de todo o tipo de desportos motorizados, heavy metal de todo o tipo e… saunas. Milhões de saunas. O país tem à volta de 5 milhões de habitantes e 2 milhões de saunas para tolerar um inverno que dura muito, mas mesmo muito tempo.

Se pensarmos noutros centenários, há pouco tempo celebrou-se também o da Revolução Russa. Coincidência? Nem por isso.

A Finlândia esteve maior parte da sua história milenar sob o controlo da Suécia, com quem mantém uma rivalidade (saudável) ainda hoje, principalmente visível nos jogos de hóquei no gelo. Após a guerra entre a Suécia e a Rússia pela posse do território, acabou por ser dominada pelos Czares no início do século XIX. Tendo a autonomia de um Grão-ducado, os Finlandeses aproveitaram para cultivar a sua cultura e língua ao longo do seculo XIX. Quando Lenine colocou a Rússia em alvoroço com a Revolução em Outubro de 1917, a oportunidade foi tomada de declarar independência de imediato.

Após um início atribulado, com vermelhos (comunistas e socialistas) e brancos (classes médias-altas) em guerra civil, o país pacificou e concentrou-se na agricultura. Até à 2a Guerra Mundial, quando Estaline resolve enviar em força os exércitos da União Soviética contra a pequena Finlândia. Apesar de terem tecnicamente perdido a guerra, safaram-se com uma perda de 10% do território, depois terem declarado guerra à Alemanha Nazi e passarem para o lado vencedor. A sobrevivência à Guerra do Inverno é o grande motivo de orgulho nacional.

Embora sempre mais colados à União Soviética, nunca pertenceram efectivamente ao bloco de leste. Essa neutralidade é visível ainda parte do ADN porque, embora pertencendo à União Europeia, o país recusa pertencer à NATO por ser uma aliança militar.

Hoje, é um dos países mais desenvolvidos do mundo e a Comissão Europeia celebrou mesmo a data mostrando alguns dos factos e conquistas deste parceiro. A economia continua a ser forte, a sociedade continua a ser firme e a Finlândia continua constantemente a ser citada como um dos exemplos as seguir pelos parceiros Europeus e restantes países.

Agora que já sabes mais sobre a Finlândia, resta-nos dizer também “Hyvää syntymäpäivää”, ou feliz aniversário aos irmãos do Norte. Que venham mais 100!

Texto de: Miguel Melo

Revisão: João Ribeiro

Previous Este ano não há uma personalidade do ano da Time, há várias
Next Posso esperar mais 10 anos por um álbum do Sam The Kid