Um novo logo, uma app e um crowdfunding. As novidades do Shifter no 4º aniversário

Firmamos o nosso compromisso na profissionalização do projecto.

Embora possa não parecer, começar e manter uma plataforma de comunicação digital é hoje cada vez mais fácil. A internet democratizou os meios de produção e o circuito de distribuição, deixando os verdadeiros desafios omissos neste mar de facilidades aparentes. Visualizações parecem leituras, gostos e reacções parecem a prova de público interessado, mas nada disso pode indiciar a concretização eficaz ou meritória de uma ideia. Pelo contrário, no espaço mediático transbordante, a acumulação desses resultados quantitativos deve ser sinónimo da assunção de uma responsabilidade crescente que, embora o sistema não exija, é precisa.

Ao longo destes primeiros quatro anos no Shifter, não nos podíamos ter surpreendido mais com o alcance do projecto, sentimento que sempre que tentámos traduzir no reforço do sentido de responsabilidade e que nos conduziu até aqui. Enquanto amadores, dedicando parte do nosso tempo a fazer algo que nos faria sentir úteis, conteúdo em português e focado no novo mundo digital que nasceu acompanhando toda uma geração.

No seu 4º aniversário, o Shifter revela a sua nova marca, anuncia uma app móvel e lança uma campanha de crowdfunding, reforçando a sua missão de acompanhar e compreender o presente para preparar com consciência o futuro.

Ao longo dos últimos anos, percebemos que só a dedicação profissional pode dar resposta sólida à ideia a que nos propusemos. Convites para debates, palestras, programas de rádio, aparições em televisão, as coberturas em vídeo, as grandes entrevistas e reportagens, o acompanhamento diário de tópicos emergentes, dão-nos a sensação de que, – usando a gíria futebolística para clarificar a compreensão – apesar de sermos um clube amador, podemos ambicionar jogar na Primeira Liga e, sobretudo, acrescentar uma nova perspectiva ao panorama actual.

Somam-se as notas de reconhecimento com o projecto que nos chegam diariamente em mensagens, comentários, e-mails ou conversas pessoais. Casos anónimos, cuja expressão é por vezes menosprezada, mas indispensáveis tanto no capítulo da motivação como na crítica construtiva ou correção pontual – a sensação de comunidade e do seu potencial de expansão.

Tudo junto determina que no 5º ano de Shifter mais um passo firme seja dado pela profissionalização do projecto. A solidificação dos processos da redação e do critério editorial, o desenho de uma experiência digital útil e intuitiva, e a justa remuneração de todos os intervenientes tornaram-se mais do que objectivos essenciais, critérios para o Shifter manter a tendência de progressão quantitativa e responder positivamente à crescente exigência de qualidade.

A campanha de crowdfunding, através do qual o Shifter pretende obter 5 mil euros de financiamento da sua comunidade, surge sobretudo como manga desse compromisso e como forma de impulsionar a sua execução prática. As primeiras iniciativas são a nova marca que agora apresentamos, um novo site, agora em fase de testes, e uma app, em fase de construção.

A nova marca espelha a nova abordagem do Shifter, mais profissional e directa. Mantendo e reforçando os traços característicos da imagem anterior, prepara a identidade da marca para os diversos suportes e utilizações, permitindo a criação de uma linguagem gráfica mais coerente e marcante. A fonte clássica, a paleta cromática com contrastes acentuados onde continua a reinar o efusivo amarelo e a sensação de movimento reinterpretada ilustram a renovada atitude e o potencial de crescimento.

O novo site seguirá a mesma linha de mudança e, inspirando-se na simplicidade distintiva do actual, permitirá ao utilizador uma experiência distintiva e personalizada do universo Shifter. Para além disso será mais mutável e dinâmico, abrindo espaço a novos formatos de conteúdo e redesenhando o destaque dado ao conteúdo diariamente produzido – sublinhando a importância da curadoria editorial, a diversidade de formatos e a multiplicidade de ocasiões de leitura.

Já a nova app será dos três o elemento mais disruptivo e inovador – possibilitando a transição do conteúdo habitual disponível online para um suporte diferente e ainda mais próximo do utilizador. Mais do que um simples canal ou uma versão optimizada do site para telemóvel será uma experiência digital diferente e mais interactiva.

E não serão só estéticas as mudanças, também a substância sofrerá algumas alterações fruto sobretudo da experiência acumulada ao longo destes 4 anos. Assim, o novo Shifter organizar-se-à sob quatro grandes categorias onde se enquadrarão temas diversos com a marca comum da sua relevância no mundo contemporâneo e tendencialmente digital – Digital, Social, Global e Arte. Nesta nova fase, recuperemos também, e em força, um canal que já experimentámos, com o lançamento de duas newsletters e de um renovado sistema de subscrição no novo site.

Contamos com a tua ajuda para a continuação do Shifter!

Previous McDonald’s lança serviço de entregas em Portugal
Next Asteróide de 5 quilómetros vai passar junto à Terra a 16 de Dezembro