A internet portuguesa discutiu sobre si mesma no Reddit

Destacamos as melhores ideias desse debate online sobre a ameaçada neutralidade da net.

O programa Prós E Contras é do conhecido pelo público como o grande debate da televisão portuguesa, mas sendo a internet o único meio verdadeiramente aberto a todos é aqui que todos podem expressar livremente as suas opiniões. E há debates na internet que acontecem com a mesma pertinência que os da televisão mas que são auto-moderados.

Neutralidade da internet from portugal

Foi o caso de uma discussão que recentemente se desenvolveu na comunidade portuguesa do Reddit em torno da neutralidade da internet, um direito que deveria ser nosso mas que está agora ameaçado (se é que alguma vez deixou de estar). Com as recente reviravolta nos Estados Unidos de Trump, as operadoras poderão cortar o acesso a determinados serviços online ou simplesmente diminuir-lhes a velocidade de acesso, para favorecer as plataformas de determinadas empresas com as quais, por exemplo, assinem acordos. A internet poderá passar a ser-nos servida aos bocados, como os pacotes de televisão.

Logicamente não foi só em Portugal que a neutralidade da internet ocupou a “agenda” do Reddit. O tema saltou imediatamente após o anúncio da FCC para a homepage daquele que é o maior fórum da internet, com discussões a tombar entre os dois lados desta questão: a favor de uma net neutra ou por uma net em que certas apps são favorecidas.

https://twitter.com/bkurbs/status/933092469658476544

Iniciada na última quarta-feira, a thread portuguesa sobre neutralidade da net no Reddit soma mais de 300 votos positivos (upvotes) e reúne cerca de 200 comentários. Destacámos alguns desses comentários – perspectivas variadas sobre um dos princípios originários da fundação do WWW. “Não têm medo que toda esta questão afecte Portugal? De alguma forma já estamos a sofrer as consequências (através dos pacotes de acesso a certas apps), mas as consequências podem ser mais graves?” foi o mote lançado pelo utilizador @mmgbarata e que gerou o pertinente debate.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Jornalista, adepto de cidades humanas e curioso por ideias que melhorem o país. Co-fundei o Shifter em 2013, sou desde 2020 coordenador do projecto editorial Lisboa Para Pessoas.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt