Cabify cede e introduz tarifas dinâmicas iguais às da Uber

A Cabify usava o facto de não aplicar tarifas dinâmicas como argumento de venda relativamente à sua rival Uber.

Era uma das principais diferenças entre a Cabify e a Uber: a primeira não aplicava tarifas dinâmicas ao contrário da segunda. Tudo muda a partir de hoje. A tecnológica espanhola, que está a operar em Lisboa e Porto, anunciou esta quarta-feira que vai começar a aplicar suplementos em momentos de elevada procura.

A tarifa dinâmica é uma subida repentina do preço normal de uma viagem, que é aplicada a todos os utilizadores quando a procura é superior à oferta. A tarifa dinâmica é imprevisível, podendo surpreender os utilizadores da Uber e agora da Cabify a qualquer momento.

Num e-mail enviado aos clientes, a Cabify explica que a tarifa dinâmica ajuda a “garantir uma maior disponibilidade de veículos e um tempo de espera mais curto quando pedir o seu Cabify”. A empresa explica que, “como sempre”, os utilizadores saberão o preço das viagens antes de pedir um veículo. “Pode escolher se deseja pagar esse preço ou esperar que a procura reduza. A escolha é sua”, lê-se na mesma mensagem.

A justificação dada pela Cabify é parecida com a da Uber, que adoptou sempre a estratégia de tarifa dinâmica, calculada em momentos de muita procura e apresentada aos utilizadores na forma de uma percentagem. Desde que chegou a Portugal, a Cabify usou várias vezes o facto de não aplicar tarifas dinâmicas como argumento de venda relativamente à sua concorrência.

Segundo a página de ajuda da Cabify, sempre que existir uma tarifa dinâmica activa, os utilizadores vão sabê-lo se, ao adicionarem o destino, virem um “i” junto ao preço estimado. Ao clicar no “i” verão o valor que será cobrado. Esse montante pode variar de acordo com o volume de procura, mas, segundo a Cabify, existirá um tecto máximo.

A nova política de tarifas dinâmicas aplica-se apenas a clientes particulares da Cabify, não estando disponível no segmento empresarial, que representa o maior foco da empresa.