Estes são os candidatos a muro entre o México e os EUA

São protótipos para aquilo que poderá ser o “muro grande e bonito” que Trump tanto prometeu.

São oito protótipos que foram construídos ao longo do último mês e estão prontos a ser avaliados. Nos nossos melhores (ou piores) sonhos, imaginamos Trump mestre de obras, de capacete amarelo e folha de projectos na mão, a escolher entre oito muros perfilados quais Miss Mundo em bikini. Betão branco? Aço com 9 metros? Quem será o escolhido para representar o “muro grande e bonito” que o Presidente dos Estados Unidos da América tanto prometeu?

Na semana passada, Trump partilhou no Twitter um vídeo que mostrava a construção das barreiras. No vídeo de 24 segundos, intitulado “Protótipos em curso para o muro na fronteira”, era possível perceber a construção de três, dos que agora sabemos ser oito muros-modelo. A construção dos protótipos começou no final de Setembro na área de Otay Mesa, na Califórnia, divulgaram na altura as autoridades. Seis empresas foram seleccionadas de entre várias que num concurso renhido para o que poderá ser o novo muro entre os Estados Unidos e o México.

Os muros têm entre 5,5 e 9,1 metros de altura mas, até agora, não há informação oficial que indique que algum destes oito protótipos vá ser realmente construído ou servir como base à futura barreira. A concretização do muro está, aliás, comprometida visto que o Congresso norte-americano se recusa a libertar fundos para a obra. A ideia inicial de Trump, que passava por edificar um muro ao longo dos mais de três mil quilómetros da fronteira entre Estados Unidos e México, tem sido posta em causa por vários quadrantes da sociedade norte-americana, desde políticos a organizações católicas, por exemplo. Na verdade, durante o mandato de George W. Bush mais de mil quilómetros de fronteira já haviam sido vedados e existem outras áreas que possuem barreiras naturais (cadeias montanhosas e rios) que impedem por si só as tentativas de travessia.

Ainda assim, o Presidente norte-americano já ameaçou paralisar o Governo e e a Administração Pública caso o projecto não receba o aval orçamental. “Essa é uma das razões pela qual estou aqui, e isso é o que o povo americano merece – e é isso que irão ter”, afirmou Trump, numa demonstração de que as suas promessas eleitorais, mesmo as mais populistas e descabidas, são para avançar.