O arrepiante miradouro da Ponte 25 de Abril vai abrir quarta-feira

Vais poder ver Lisboa e a margem sul de uma nova perspectiva.

A partir de quarta-feira, 27 de Setembro, vai ser possível ver Lisboa de uma nova perspectiva. O miradouro da Ponte 25 de Abril, anunciado há cerca de um ano, está pronto e vai abrir ao público, oferecendo uma vista privilegiada da capital e da margem sul.

O miradouro tem chão e paredes de vidro e foi instalado no pilar 7 da icónica ponte, a uma altura de 80 metros, encontrando-se ao nível do tabuleiro por onde é feita a circulação automóvel. Recorde-se que, ao contrário da irmã-gémea Golden Gate Bridge, em São Francisco, não é permitido o atravessamento de peões na Ponte 25 de Abril, pelo que este miradouro vem pela primeira vez dar às pessoas uma vista muito desejada.

Além do miradouro, foi instalado no pilar 7 um centro interpretativo – Experiência Pilar 7 – que procura explicar aos visitantes a história e o propósito da Ponte que todos os dias é atravessada por milhares de automóveis. A visita começa numa sala onde está a maquete original da infraestrutura, a que se segue uma espera pela subida num primeiro elevador na Sala dos Trabalhadores, onde, numa homenagem aos que construíram a ponte, são projectados em 360º quatro pequenos filmes que mostram a construção e intervenções na ponte sobre o Tejo.



A visita passa ainda por uma sala com espelhos, para dar a ilusão de profundidade do pilar, e por um passadiço com vista para a zona ribeirinha, que vai até a um outro elevador panorâmico. Este levará o visitante até à altura do tabuleiro rodoviário e à vista que mostramos nestas imagens. Após a descida, está disponível um simulador que permite ao visitante acompanhar, através de realidade virtual, uma equipa de manutenção da ponte.

A Experiência Pilar 7, cujo acesso é feito pela Avenida da Índia, partiu de uma ideia da Infraestruturas de Portugal (IP), aquando dos 50 anos da Ponte 25 de Abril, comemorados no ano passado. O projecto custou 5,3 milhões de euros, assegurados parcialmente pela taxa turística que é cobrada aos turistas que visitam Lisboa. O equipamento vai ser gerido pela Associação de Turismo de Lisboa por um período de 15 anos e espera 150 mil visitantes anuais.

Os bilhetes variam entre os 6 e 4 euros (estudantes, seniores ou por pessoa em grupos de 10 ou mais visitantes). Para crianças até aos 5 anos é de graça. A sessão de realidade virtual custa 1,5 euros. O centro interpretativo e o miradouro está aberto entre as 10h00 e 20h00 de Maio a Setembro, e entre as 10h00 e as 18h00 entre Outubro e Abril.

Fotos de: Rodrigo Antunes/Lusa

Previous $UICIDEBOY$ vão actuar pela primeira vez em Portugal
Next O trailer sobre o clube lisboeta que fechou para abrirem apartamentos de luxo