Todos os jovens de 18 anos vão receber um cheque-cultura do Governo

Iniciativa vai custar ao Estado 200 mil euros dos cofres públicos.

“Cultura Para Todos” foi o projecto vencedor do Orçamento Participativo Portugal, uma iniciativa governamental que previa dar voz executiva aos cidadãos e escutar de volta as ideias que os portugueses tinham para enquadrar no orçamento de Estado de 2018. O programa mais votado e que vai figurar no orçamento do próximo ano consiste na oferta de um cheque cultura a todos os jovens que façam 18 anos com acesso a museus, espectáculos ou exposições, mas também numa iniciativa de troca e doação de livros entre cidadãos, bibliotecas e instituições.

O executivo reservou 3 milhões do OE para estas iniciativas de cidadãos e os projectos obtiveram quase 80 mil votantes. No final de contas, 38 iniciativas vão ver a luz do dia, sendo que 36 destas são de âmbito regional. O Governo já fez saber que no próximo ano o orçamento participativo nacional terá um aumento considerável, totalizando 5 milhões de euros a gastar em ideias dos cidadãos para o país mas sobretudo para as mais variadas regiões.

O “Cultura para Todos” reserva 200 mil euros dos cofres públicos e indirectamente compõe o orçamento que o ministério da Cultura terá para o ano seguinte. Curiosamente esta distribuição de cheques-cultura tem sido uma ideia popular em alguns países da Europa. Em 2015, e com vista a responder aos atentados terroristas em Paris, o governo italiano resolveu dar cheques de 500 euros a todos os jovens com 18 anos, que poderiam ser gastos em concertos, museus ou teatros.