Esta sexta podes apanhar um surto de Conjunto!Evite, mas não te preocupes

Esta banda já não é nova na praça. Está na altura de pararmos de a ignorar.

Os Conjunto!Evite surgiram em 2010, em Rio Maior, Santarém, de onde são oriundos os cinco membros da banda. Já têm um álbum e um EP lançados, portanto têm arquivo que chegue para nos entretermos.

Para os que pensam que um conjunto com este nome consiste num valente incómodo para os olhos, eis que o som da banda até cabe bastante bem nos ouvidos. Os seus riffs distorcidos e teclados retro remetem para a sonoridade do rock progressivo dos anos 1960 e 1970.

Originalmente com quatro membros, o conjunto sofreu uma baixa quando o guitarrista, Fábio Neves, foi estudar para Amesterdão. Seguiu-se-lhe Manuel Belo. Quando Fábio regressou a Portugal, a banda não hesitou em acolhê-lo de volta, ganhando assim a riqueza de ter dois guitarristas. A formação conta também com José Deveza no baixo, e os irmãos Vicente e Sebastião Santos, nas teclas e na bateria, respectivamente. As vozes vêm destes dois últimos, que tanto fazem coros como proclamam letras arrojadas.
s

Depois de uma temporada de concertos pelo Ribatejo fora, esta sexta-feira regressam a Lisboa. Marcam ponto no bar Popular Alvalade, pelas 22 horas, com promessa de num futuro próximo vir aí qualquer coisa mais.

Ficamos à espera, ou vamos à festa?

Fotos de: Iolanda Pereira

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Vasco Vilhena formou-se em melomania e sofre de adolescência amorosa com umas quantas bandas que vai encontrando por esse Spotify fora. Estudou Som na Restart com vista a poder lançar outras, e entre namoros vai escrevendo sobre, precisamente, música.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt