Mais duas empresas vão produzir cannabis medicinal em Portugal

Uma canadiana, outra israelita.

Uma empresa canadiana e uma israelita vão poder produzir cannabis para fins medicinais em Portugal. Os dois projectos já foram aprovados pelos ministérios dos Negócios Estrangeiros, da Saúde e da Agricultura e Alimentação, faltando apenas ao segundo a aprovação do Infarmed.

De acordo com o Jornal de Notícias (JN), o projecto canadiano vai desenvolver-se na zona de Cantanhede, distrito de Coimbra. Apesar de já ter todas as autorizações necessárias, o cultivo ainda não foi iniciado, avança o mesmo jornal. Já a empresa israelita aguarda luz verde do Infarmed, a autoridade nacional do medicamento, que diz estar “a aguardar a formalização” dos dossiês. De acordo com o Expresso, este segundo projecto vai ser instalado na região do Alqueva, no Alentejo, onde já existe uma produção autorizada de papoila de ópio para fins medicinais.

O investimento total – refere o JN – rondará os 100 milhões de euros. As empresas vão criar unidades agrícolas de cultivo e uma unidade industrial de transformação e purificação de cannabis.

Estes dois projectos não são os primeiros ligados à produção de canábis medicinal a instalarem-se no nosso país. Em 2014, foi autorizada uma plantação de uma empresa do Reino Unido, a Gw Pharmaceuticals em parceria com a gigante Bayer. Recorde-se que em Portugal, apesar de ser permitida a sua produção, não é legal o uso de canábis para fins terapêuticos, podendo ser utilizados apenas parte dos seus derivados – canabinoides. Por esse motivo nem os produtos feitos a partir de plantas nacionais estão disponíveis no nosso mercado como, por exemplo, o Sativex, resultado da primeira autorização dada em Portugal.

A legalização da marijuana para fins terapêuticos ou recreativos é um tema recorrente de debate em Portugal – país que, em 2000, descriminalizou a droga. O tema tem vindo a ser discutido consecutivamente nos vários anos parlamentares sem grandes conclusões até ao momento – algo que contrasta com a célere aprovação de projectos de investimento deste tipo, levados a cabo por multinacionais. Entretanto, em Novembro, vai realizar-se no Porto uma feira sobre cannabis.

Previous Boletim Tecnológico – 28 de Agosto
Next Kendrick Lamar foi o grande vencedor dos MTV Video Music Awards

Suggested Posts