Os improváveis remixes do disco de Elza Soares

Uma dose de Elza Soares para não parares de dançar com nomes como DJ Marfox e Nídia Minaj

O Fim do Mundo (Remixes) é um presente da muito acarinhada Elza Soares, a diva do jazz brasileiro que passou recentemente pelo Nos Primavera Sound e anteriormente pelo Vodafone Mexefest.

Foi preciso chegar aos 80 anos de idade para ser ouvida pelo mundo. Em Outubro 2015, lançou o seu 33º disco após uma extensa discografia que conta com concertos, parcerias e participações. A expressão de uma pessoa oprimida pela violência doméstica foi somente notada pela Pitchfork em Junho de 2016, que atribuiu uma nota de 8.4 em 10 ao disco A Mulher do Fim do Mundo. Depois da Pitchfork seguiram-se revistas como a Rolling Stone ou o jornal The New York Times que a colocou no Top 10 de melhores discos do ano de 2016 (apesar de ter saído em Outubro).

A música da diva brasileira, que tem sido amplamente elogiada pela imprensa e apreciada um por todo o mundo, foi remisturada por 14 artistas, entre eles DJ Marfox e Nídia Minaj, da Príncipe Discos. No meio dos diferentes recriadores d’A Mulher do Fim do Mundo encontramos também outros nomes conhecidos como o do francês Gilles Peterson e o brasileiro Kiko Dinucci, guitarrista da Elza Soares, que lançou este ano o longa duração Cortes Curtos. Para descoberta sobram Omulu, Laraaji e Marginal Men, também eles protagonistas de incríveis remisturas.